Skip to content

Coluna do Jesias: Mamãe quero ser grande!


Epav Ligas NEOBR

Um menino sonha, sonha em crescer rápido…

…se tornar um adulto, por vezes imita cotidianamente os passos do pai, do professor, do mestre.

O menino cresce, e começa a descobrir que os passos que precisa dar para “crescer” podem ser maiores, pesados e cansativos que imaginava, mas crescer é inevitável.

Ele vai crescer!

Vai chegar a vida adulta, vai ter uma profissão (ou não), vai aprender, da melhor ou pior maneira possível, os segredos da vida adulta, os limites sociais e o grau de relevância que ele terá na sociedade.

Voltando um pouco atrás, enquanto criança, seguramente em seus pensamentos ele controla o mundo e o mundo está aos seus pés, mas quando ele cresce, vai percebendo que quem o controla é o mundo e suas regras.

Crescimento, grandeza, importância, relevância, todas palavras conectadas e buscadas para atender a necessidade de auto-alimentar seus instintos, controlados por seu EGO.

Eis que na pesquisa da EPAV, que você pode acompanhar pelo link  a NEOBR aparece como um menino crescido, foi a liga mais citada na pesquisa com 20,7% das citações, um número bastante relevante, considerando que em cada cinco citações uma foi direcionada para a liga dentre 92 ligas citadas.

Mas o que realmente isso quer dizer para a liga?

Será que somos relevantes no cenário nacional?

Que proporção as ações tomadas dentro da liga podem obter para o AV em geral?

Que impacto real isso tem?

Ok, o menino “cresceu”, crescer em tamanho talvez seja a tarefa menos árdua, afinal é inevitável a medida que os anos passam o crescimento vem a ocorrer ainda que minimamente.

Também antes de qualquer análise sobre o papel da liga no AV e de cair na tentação de encher o peito com a informação da pesquisa, é importante ponderar o trabalho da liga de divulgação da pesquisa, com anúncio no site, e em algumas transmissões, ou seja, estivemos envolvidos com o processo, tornando-o importante para a liga e dessa forma o retorno veio, e espero que assim tenham se sentido os pilotos que a responderam.

Ainda é muito importante frisar que essa pesquisa, apesar de ser a maior pesquisa de AV feita no Brasil e dar a nós uma amostragem grande o suficiente para entendermos como funciona nosso e-Sport, mostra que somos um nicho muito pequeno, em outro texto já mencionei que isso não é problema desde que bem trabalhado o marketing da seleção natural, ou seja, que temos os melhores, que só os melhores e mais comprometidos “sobrevivem” nesse ambiente “selvagem”. Não ter a quantidade exorbitante de pilotos como nos games em geral não é problema.

Ou seja, talvez aí esteja a grande virtude do “menino crescido”, não no número exato mencionado na pesquisa, mas no cuidado que ele teve com todo o processo, desde o nascimento em 2010, ele se colocou disposto a  contribuir com o destino do AV, se colocou em evidência com ações, inovações, estando apto para o debate, aberto as novidades, escutando e observando, agindo de maneira a atender os interesses coletivos.

O menino crescido precisa manter os pés no chão, agir com serenidade, mas entender que a fase de criança passou, que agora ele precisa tomar ações, que os olhos das “crianças” estarão atentos, para seguir os seus passos, para superar o “adulto”.

O presente e o futuro do Automobilismo Virtual brasileiro passam pelas ligas que estão consolidadas, em evidência, citadas na pesquisa, que reconhecem o seu papel e sabem que suas ações serão replicadas, imitidas ou superadas. Crescer em tamanho nesse caso não é o mais importante, longe disso, crescer é mais complexo do que apenas um número, ou uma quantidade.

Crescer nesse caso implica amadurecimento, respeito as “crianças”, respeito aos envolvidos, respeito aos demais “adultos”, tomar decisões corretas e bem direcionadas, maturidade para lidar com os conflitos e reconhecer que está contido em um universo, e um “micro-cosmos” com suas próprias regras sociais.

Crescer significa inovar, estar na vanguarda, buscar as parcerias corretas, atender as necessidades mais urgentes e fazer as escolhas certas nos momentos de tensão.

Bem vindo a vida Adulta NEOBR, mas cuidado, ela pode ser fria, excludente, ameaçadora, a sociedade do automobilismo virtual continua em franca evolução e se o EGO estiver satisfeito com uma pesquisa quantitativa, seus instintos podem parar de responder corretamente.

Na escolha de fazer parte da construção da história ou observar a história ocorrer o “menino crescido” precisa, SEMPRE, escolher a primeira opção.

Até agora nos sentimos parte da construção de uma nova leitura, de uma nova história que se recria e se reinventa a cada dia.

Bem vindo a vida Adulta NEOBR!

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: