Skip to content

Coluna do Jesias: Abaixo a corrupção!


impunidade

O que quebra em pedaços, o que corrompe, tem o peso do dinheiro ou da influência.

Aviso! Caro leitor esse post não é mais um manifesto político sobre a atual conjuntura brasileira.

Vou falar de um tema que sei bem que corro o risco de ser mal compreendido, mas acredito ser importante explorá-lo e portanto assumirei o risco.

Obviamente minhas palavras sempre são direcionadas para um público bem específico, o objetivo é dentro desse espaço traçar um pouco de um perfil de administração de eventos debatendo todos os assuntos envolvendo corridas on-line e reais.

O gancho é bem oportuno, afinal quem nesse período de incertezas já não se deparou com a análise de que se não fossem os corruptos (ahhh se não fossem os corruptos!) a nossa situação estaria melhor, pausa para refletir… Não esqueça de definir bem o que seja na sua visão melhor, está comprovado que pessoas com menos posses se dizem mais felizes que pessoas melhores estabelecidas financeiramente.

Bom, assim como no texto do Zé da minha coluna anterior, que você pode reler no Link, essa é uma temática que me seduz, a corrupção é algo tão presente no dia a dia do brasileiro, que é praticamente impossível não nos depararmos com ela voluntariamente ou involuntariamente.

Mas o que é corrupção e porque eu, um administrados de Liga de Automobilismo Virtual, estou tratando desse tema abertamente?

O Significado etimológico, do termo “corrupção” surgiu a partir do latim corruptus, que significa o “ato de quebrar aos pedaços”, atualmente o termo é empregado com um significado menos literal e mais subjetivo, envolvendo o ato de corromper o que é legal, quebrar as regras. Obviamente ninguém se corrompe sem um grande objetivo, seja o objetivo o próprio fim, ou seja, falta de caráter e de princípios assim sem um destino específico, apenas pelo prazer de fazer o errado de transgredir a ordem, ou da forma mais convencional e mais temerosa sendo corrompido por uma vantagem adquirida. O que quebra em pedaços, o que corrompe, tem o peso do dinheiro ou da influência.

E o automobilismo virtual o que tem a ver com isso? Muito! Como já escrevi em outras oportunidades somos o micro-cosmos da nossa sociedade, e portanto, não está distante de nós todas as características de uma sociedade tão frágil como a nossa.

É comum, dentro da relação de poder existente entre Ligas – Equipes – Pilotos, haver em algum momento a acusação de corrupção ou favorecimento.

Agora paramos um minuto…Tudo bem que realmente tem pessoas que para usar o termo em latim “se deixam quebrar facilmente”, é verdade, existem corruptos entre nós, e que se corrompem por bem pouco, mas não parece um certo exagero lidar com esse tema de forma tão forte como algumas pessoas costumam fazer?

Vejamos, quanto um piloto virtual ganha? Falo em dinheiro, salário mesmo, quanto investe em um único piloto um patrocinador?

Quanto uma liga fatura líquido por temporada?

Qual é o faturamento de um equipe bem estruturada?

Para todas as perguntas a resposta é: bem menos que sua imaginação permitiu você alcançar. Assim não me parece plausível que diante do orçamento do Automobilismo Virtual Brasileiro atual, exista a possibilidade de haver um ato de corrupção nos moldes da “lava-jato” (ironia). Simplesmente porque não há dinheiro suficiente circulando, isso para ficar no primeiro ponto e mais importante, ainda sem falar das questões éticas, que acredito que nem precisam serem mencionadas, haja vista que ser ético sem dinheiro é bem fácil.

É SURREAL transportar esse nível de debate para o AV. Imagino quão angustiada deve ser uma pessoa que imagina que um local de lazer possa ter a mesma proporção de um palácio do planalto ou de suas próprias relações sociais.

Vamos lembrar que para se corromper é necessário haver algo que quebre esse elo com o que é certo.

Ok não é possível se corromper por causa de dinheiro, vamos trocar então a arma que vai quebrar os princípios éticos, sai o dinheiro, já que não temos o orçamento da FIA nem da CBA, e entremos com o Status! Ahhhh Jesias, agora sim, todos querem ter uma posição social melhor, querem serem reconhecidos! Será?

Pelo menos quando se olha da visão de uma liga não parece ser essa uma explicação muito coerente. Afinal o que uma liga ganha ao se corromper e escolher, por exemplo, deliberadamente favorecer uma equipe ou piloto, para a obtenção de Status, em detrimento de outro? Não seria burrice permanecer com essa política em detrimento do grupo? O melhor status que uma liga pode alcançar é justamente o inverso, para ser bem sincero não consigo nem contemplar outro caminho.

Quando vejo esse tipo de acusação direcionada a NEOBR (que concede vantagem a alguém em detrimento de outrem), fato que ocorreu recentemente, fico bastante surpreso, às vezes acho até cômico, às vezes sinto raiva, não raiva da pessoa que acusa, mas de parte da nossa sociedade que obcecada por justiça, acaba sendo injusta, acusando sem provas, compartilhando conteúdo sem saber a fonte, manifestando opinião sobre tudo, mesmo quando não se sabe absolutamente nada sobre o assunto, exatamente da mesma forma que vemos alguns assuntos sobre política/corrupção sendo divulgados em redes sociais. Esse panorama se reflete no nosso e-Sport, que é destinado ao lazer, ao prazer manchando deliberadamente cada espaço a duras penas construído.

Seja por Status, seja por dinheiro, fazer justiça no AV baseado nesses argumentos, (fui injustiçado! se corromperam!) é sofrível, ainda mais considerando o atual momento do nosso e-Sport.

Agora proponho a inversão do raciocínio, o acusador que não consegue enxergar que esse é um ambiente de lazer, que o dinheiro é POUCO ou NULO em alguns casos, que o status se alcança com trabalho e coletividade, não seria ele o corrupto? Melhor…na realidade, sem perceber, o acusador, sem argumentos, esse fruto da rede social, que critica sem saber o que, não estaria sendo ele a arma usada para quebrar a ética? Sem perceber ele acaba criando uma falsa verdade, uma injúria, acaba corrompendo a verdade. Eis o corrupto! O acusador, que não teve uma vontade atendida e sai para o ataque para pressionar uma mudança de visão. Complicado não acham? O tema é bastante delicado.

Na ânsia de justificar escolhas, de parecer coerente e, por mais contraditório que seja, parecer justo, às vezes podemos escolher o lado da corrupção com injúrias e acusações sem fundamento ou tão rasas que não fazem o menor sentido.

khan8Ok, somos humanos e falhos, podemos errar, acertar, errar de novo, e assim continua a espiral de evolução. Eu admito, eu erro, sou humano, mas daí a julgar um erro como falta de caráter, ou uma ação “fora da lei” existe uma distância grande não acham? Já pensou você com um filho que está aprendendo a caminhar e ele acaba tropeçando, da sua maneira errando o curso natural do andar, você vira pra ele e o acusa…” Se não sabe andar não te quero! Vou escolher outro que saiba! Quando aprender eu volto a ser seu pai!” . Irracional não acham? Assim são algumas relações construídas em cima de verdades tão fortes que não aceitam outra possibilidade, outra visão.

A cura? O Diálogo! Conversar, debater, reunir, entender.

Liga, equipes e pilotos precisam manter o diálogo sempre, apontando possíveis melhorias dessa forma contribuindo para a evolução de nosso lazer. E quem não conseguir manter o diálogo, melhor que a seleção natural afaste aqueles que não entendem essa visão e aproxime quem compreende cada palavra descrita nesse texto.

Resumindo prefiro ser órfão, cair no chão, tropeçar e voltar a andar, do que ter alguém, ter “pais”, que não compreendam que o erro e o acerto são faces da mesma moeda, e no menor movimento abandonam o “filho” a própria sorte e ainda enchem o peito para dizer que o “erro não foi nosso”.

1 Comentário »

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: