Skip to content

Largando para o título


Com ausência do principal rival, Rômulo Silveira é campeão da categoria antes mesmo do apagar das luzes vermelhas

Por Vinicius Vianna

Fora da F1 desde 1997, o Autódromo Fernanda Pires da Silva, popularmente conhecido como Autódromo do Estoril voltou a figurar nas categorias máximas de monopostos, pelo menos pelos lados do AV. A NF1 escolheu o complexo traçado português para sua final, que consagrou Rômulo Silveira (Sinister) como o mais novo campeão da categoria, vencendo a etapa. Beto Feler (Fly Racing) e Tiago Carvalho (Firehorse) fecharam o pódio da etapa.

O circuito localizado na extinta região de Estoril, que foi agregada a freguesia de Cascais, foi construído em 1972, por iniciativa da empresária que dá nome ao circuito, juntamente com o arquiteto brasileiro Ayrton Lolô Cornelsen. O traçado que recebeu 13 vezes a F1, entre 1984 e 1996, foi palco da primeira vitória do xará do arquiteto que trabalhou no projeto, além de consagrar Niki Lauda com seu 3º título mundial, vencendo por 0.5 ponto o francês Alain Prost. Com tanta história em torno de si, os pilotos da NF1 partiram para a classificação em busca da pole position. Armando Goñes (Pegoraros Racing) foi o primeiro a conseguir o lugar de honra, sendo superado em seguida por Wesley Rocha (WR) próximo aos 3 minutos do início da sessão. Feler assumiu a liderança, colocando pouco mais de 0.5s sobre Rocha. Com 4 minutos para o encerramento, Silveira assume a liderança. Igor César (WR) assume a liderança com menos de um minuto para o fim, mas Feler retoma a liderança com os cronômetros já zerados e marca a pole position da etapa.

Na largada, que não contou com Tiago Barbosa (Sinister) por problemas no seu equipamento, César sai bem e assume a liderança na Curva 1. Na abertura da volta 2, Rodrigo Figueira (Marsch), acaba retardando demais a freada ao tentar superar o companheiro Fábio Muniz (Marsch Racing) e acaba tocando Alexandre Santos (Firehorse) no contorno da Curva 1. Como resultado, os 3 pilotos vão para a caixa de brita. Mohamad Mourad (Sinister Project) cai 2 posições ao escorregar na saída da curva 10, ficando na sexta posição, enquanto Silveira supera Feler na Curva 1, subindo para 2º.  Mesmo já campeão, Silveira não estava contente, matendo-se na briga pela vitória. O piloto da Sinister assumiu a liderança na volta 7 ao superar César na Curva 2.

A longa reta dos boxes com a forte freada da Curva 1 pareciam ser os melhores pontos de ultrapassagens. César, talvez já sofrendo com os pneus perdeu a segunda posição para Feler na volta 9 neste exato trecho da pista. Na volta 11, Mourad e Wagner Vezzali (eXtreme Unicef) vão a box, iniciando a rodada de pits. Também já sofrendo com o desgaste, Silveira escapa na saída da Orelha, cedendo a liderança para Feler. Com a parada dos líderes na volta 15, Mourad assume a liderança; a Sinister trabalha bem e devolve Silveira a frente de Feler.

Na 4ª posição, Vagner Souza (Fly Racing) acaba tocando César na entrada do Gancho, fazendo o piloto da WR rodar. Mesmo com os pneus com melhor aderência, Silveira só consegue retomar a liderança de Mourad na volta 17, contornando a Curva 1 por fora. Souza consegue subir para a 4ªposição ao superar César contornando a Parabólica Interior. Os pilotos dividem a curva, e sem espaço o #33 acaba indo para a grama na saída da curva, perdendo a posição também para Carvalho. Feler também sobe posições, superando Mourad na Curva 1. O piloto da Sinister Project endurece a batalha indo lado a lado até a Curva 2, onde os pilotos se tocam e o #367 leva a pior, indo para a área de escape. Próximo a metade da etapa, Figueira sucumbe a dos acidentes seguidos na Curva 3 e na Curva VIP, abandonando a etapa.

Na volta 27, Silveira e Feler vem a box para mais uma rodada de paradas retornando com os pneus médios e macios, respectivamente. Enquanto Silveira permamence na liderança, o #121 retorna em 4º. Souza vem a box na volta seguinte, também retornando com os pneus macios. Com a parada de Carvalho na volta 29, todos os ponteiros realizam sua parada derradeira. Mourad, que havia sido o primeiro a realizar sua última parada, optando por utilizar os pneus médios é 3º. Com as paradas e também após superar o companheiro após a abertura da volta 32, César se recupera e já aparece em 4º. Com a antecipação da parada por conta da rodada, Mourad vai a box a 5 voltas do encerramento para colocar os pneus macios e retorna em 6º, deixando a vaga final do pódio com Carvalho.

Antes da abertura da penúltima volta, Souza acaba escorregando na Parabolica Ayrton Senna por conta dos pneus desgastados, perdendo a posição para César e Mourad, caindo para 6º. Muito mais rápido que o #33, Mourad tenta a manobra no Gancho e acaba tocando o piloto da WR. Mourad leva mais azar, por quase rodar e ver César abrir frente. E na liderança, para coroar o campeonato Silveira vence a etapa.

Na coletiva Carvalho disse que o resultado é muito positivo, ajudando a preparação da equipe para a próxima temporada. O piloto que optou por uma prova mais conservadora, disse que veio novamente se beneficiando dos problemas dos adversários para chegar ao pódio. O sempre extrovertido Feler começou sua entrevista dizendo que depois de cravar a pole, esperava ter chances de buscar a vitória, mas que ao perder o giro na largada, foi superado por César e Silveira. O piloto ainda lembrou da disputa com Silveira, onde o piloto da Sinister o ultrapassou na entrada dos boxes por conta dele ter se confundindo com as zonas de acionamento do limitador.

Finalizando, o mais novo campeão da NF1, Rômulo Silveira, iniciou lamentando a ausência de Barbosa na etapa e também o azar que recaiu sobre o companheiro nas provas finais. O piloto disse que teve que se manter focado desde a largada com o título já em mãos e procurou se divertir. O piloto que está se despedindo da equipe, finalizou agradecendo a todo o staff da Sinister que o ajudou a chegar ao título.

Com muita expectativa para a nova temporada, que marcará o encerramento do ano de 2015. É assim que pilotos, dirigentes, organização e o público está. A NF1 mostrou que, depois do começo tímido do rFactor2 na liga, o simulador que é tido como o mais completo da atualidade, é um palco incontestável para as disputas em alto nível.

Resultado da sessão classificatória:

Pos Driver Team Car Class Time Gap Laps Points
1 Beto Feler Fly Racing NF1 NF1 1:15.983 -:–.— 007 3
2 Igor Cesar WR Racing NF1 NF1 1:16.125 0:00.143 007 0
3 Romulo Silveira Sinister Race Team NF1 NF1 1:16.158 0:00.176 005 0
4 Mohamad Mourad Sinister Project NF1 NF1 1:16.210 0:00.227 008 0
5 Vagner Souza Fly Racing NF1 NF1 1:16.349 0:00.366 008 0
6 Rodrigo Laurito FireHorse Racing NF1 NF1 1:16.594 0:00.611 007 0
7 Tiago Carvalho FireHorse Racing NF1 NF1 1:16.607 0:00.625 008 0
8 Marcio Abduch eXtreme Unicef NF1 NF1 1:16.881 0:00.897 006 0
9 Wesley Rocha WR Racing NF1 NF1 1:16.922 0:00.938 006 0
10 Armando Gones Pegoraros Racing NF1 NF1 1:16.978 0:00.994 009 0
11 Alexandre Santos FireHorse Racing NF1 NF1 1:17.305 0:01.322 003 0
12 Thiago Barbosa Sinister Race Team NF1 NF1 1:17.716 0:01.733 005 0
13 fabio muniz Marsch Racing NF1 NF1 1:17.821 0:01.837 007 0
14 Wagner Vezzali eXtreme Unicef NF1 NF1 1:18.153 0:02.170 008 0

Resultado da corrida:

Pos Driver Team Car Class Time Gap Laps Points Race%
1 Romulo Silveira Sinister Race Team NF1 NF1 58:20.517 -:–.— 044 66 100
2 Beto Feler Fly Racing NF1 NF1 58:33.787 0:13.270 044 57 100
3 Tiago Carvalho FireHorse Racing NF1 NF1 58:50.271 0:29.753 044 50 100
4 Igor Cesar WR Racing NF1 NF1 58:55.385 0:34.867 044 45 100
5 Mohamad Mourad Sinister Project NF1 NF1 58:55.720 0:35.203 044 42 100
6 Vagner Souza Fly Racing NF1 NF1 59:15.516 0:54.998 044 38 100
7 Wesley Rocha WR Racing NF1 NF1 59:21.487 1:00.969 044 35 100
8 Rodrigo Laurito FireHorse Racing NF1 NF1 59:30.693 1:10.175 044 32 100
9 Alexandre Santos FireHorse Racing NF1 NF1 58:22.720 + 1 Laps 043 29 98
10 Wagner Vezzali eXtreme Unicef NF1 NF1 58:39.417 + 1 Laps 043 26 98
11 Marcio Abduch eXtreme Unicef NF1 NF1 58:22.761 + 2 Laps 042 23 95
12 Rodrigo Figueira Marsch Team NF1 NF1 Suspension + 27 Laps 017 0 39
13 Armando Gones Pegoraros Racing NF1 NF1 DNF + 36 Laps 008 0 18
14 Rafael Santucci Scuderia Maserati NF1 NF1 DNF + 37 Laps 007 0 16
15 fabio muniz Marsch Racing NF1 NF1 Accident + 40 Laps 004 0 9

Assista o VT completo da etapa:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: