Skip to content

Quando não é um…


Rômulo Silveira vence e se aproxima da briga pelo título do campeonato

Por Vinicius Vianna

E a Mercedes vence mais uma no ano… digo a Sinister. Aos amantes da F1 é praticamente impossível não realizar uma comparação. Soberana nos fórmulas dentro do rFactor2 a equipe alcançou a 12ª vitória seguida pelas mãos de Rômulo Silveira, que por muito pouco não faturou um Grand-Chelem. Mohamad Moura (Sinister Project) foi quem impediu o feito do #530, roubando-lhe a volta mais rápida no trecho final da etapa e chegando em segundo. Fechou o pódio Igor César (WR) que se recuperou do infortúnio na etapa anterior e alcançou seu primeiro pódio na categoria.

Retas curtas, curvas travadas e em sequência. Parece a descrição de um kartódromo, mas estamos falando de Hungaroring, palco da 5ª etapa da NF1. O insosso traçado que quase não possibilita ultrapassagens, por ironia foi palco da mais épica delas: Piquet x Senna, o famoso looping com um 747, segundo Jack Stewart. Não querendo ousar tanto quanto a dupla brasileira, os pilotos partiram para o treino classificatório em busca da pole position. O primeiro a ocupar a pole foi Glauco Pessi (Marsch) com 3 minutos de treino. César assumiu a pole no minuto seguinte, mas Silveira tomou-lhe o lugar de honra no mesmo minuto, sendo 0.400s mais rápido que o piloro da WR. Restando 4 minutos para o encerramento, o debutante Felipe Giro (Pegoraros) assume a liderança do treino classificatório. Silveira volta a pista e em sua tentativa derradeira toma a pole em definitivo, marcando 1:19.048.

Na largada, Silveira sai bem e mantém a dianteira. Giro acaba atravessando na curva 1, mas se mantem entre os 6 primeiros. Tiago Barbosa (Sinister) larga bem é já aparece em 3º.  O piloto da Sinister teve seu primeiro revés no campeonato, abandonando na abertura da volta 3. Na mesma volta João Gabriel (Sinister Project) acaba tocando Márcio Abduch (eXtreme Unicef) na freada para a curva 1. Com o toque o piloto da equipe esmeraldina é lançado para fora da pista, impossibilitando o retorno. Gabriel também abandona a etapa, assim como Gean Celso (Sinister Project). Vagner Souza vem a box realizar reparos no seu veículo, mostrando que o início da etapa húngara esteve bem tumultuado.

Com as confusões, quedas e acidentes, Alan Medeiros (Potatos) que era 10º, já ocupava a 5ª posição na abertura da volta 4. Na 8ª Rodrigo Figueira (Marsch) se defende dos ataques de Armando Goñes (Pegoraros) na curva 1. Como teve que diminuir o ritmo, o piloto da Pegoraros por pouco não foi ultrapassado por Alexandre Santos (Firehorse) na curva seguinte. Beto Feler (Fly Racing), Pessi e Souza também entram para a lista de abandonos ainda na volta 5. Carvalho consegue chegar a 6ª posição, se valendo do uso do DRS, após superar Henrique Brasileiro (Marsch Racing) na curva 1, na abertura da volta 9. Na volta seguinte, alguns pilotos se encaminham aos boxes para realizar as primeiras paradas para troca dos compostos.

Dos ponteiros, Mourad foi o primeiro a realizar a toca de pneus. Giro vem na volta 12 e retorna a pisca com os compostos médios na 6ª posição. César e Santos vem na volta seguinte, mas optam por estratégias diferentes. Enquanto o piloto da WR vem com compostos médios, o piloto da Firehorse opta por seguir utilizando os compostos macios. A WR aliás parece ter treinado muito a estratégia de paradas, pois Wesley Rocha, que largara dos boxes, conseguiu alcançar a 8ª posição após a rodada de pits. O líder também para e mantém-se na estratégia de utilizar os pneus macios. Na 5ª posição, Carvalho novamente vinha pressionando Medeiros após a abertura da volta 16. Depois se seguir o piloto da Potatoes por 2 voltas, Carvalho consegue a manobra na curva 1, contando com um erro do adversário na entrada da reta dos boxes, além de uma espalhada após o contorno da curva inicial, e sobe para a 5ª posição.

Próximo a metade da etapa, César se aproximara consideravelmente de Mourad, esboçando um ataque pra cima do piloto da Sinister Project. Entretanto, devido a turbulência gerada pelo adversário, o #33 da WR acaba rodando na curva 2, quando buscava superar Mourad. Rodrigo Lauritto (Firehorse) e Goñes entraram para o seleto grupo de “ultrapassadores” em Hungaroring. O piloto da Firehorse, aliás entrou em grande estilo, ao superar o piloto da Pegoraros por fora na curva 2, subindo para 8º, já na metade final da etapa. Na dianteira, Mourad para, volta em 4º, repetindo o uso dos pneus médios. Giro realiza sua 2ª parada, voltando na 6ª posição também com os compostos médios e se vale da melhor condição dos mesmos para ultrapassar Brasileiro por fora na curva 14, subindo para a 5ª posição, restando pouco mais de 15 voltas para o encerramento.

Na volta 29 Silveira faz a parada derradeira, enquanto César e Carvalho são os únicos dos ponteiros a se manterem em pista. Giro, que se aproximara do piloto da Firehorse conseguiu realizar a manobra na freada para a curva 12. Carvalho tentou a retomada, mas ficou sem espaço e foi tocado pelo piloto da Pegoraros, escapando na curva seguinte e pondo fim aos pneus já em frangalhos. Na volta 31, César vai a box, mas antes perde a posição para Mourad na curva 13. O piloto da WR volta em 4º com pneus macios, próximo a Giro. Na abertura da volta 35, graças a perícia dos pilotos envolvidos, não acontece um acidente mais grave. Mourad, que fizera sua parada sai dos boxes bem no momento em que César abre ataque a Giro na curva 1. Com 3 carros posicionados para a curva, Mourad mantem-se próximo a zebra, enquanto César se posiciona no meio da pista e acaba ultrapassando Giro. Há um leve toque entre os carros da WR e Pegoraros, mas parece não influenciar no desempenho de ambos.

Perto do encerramento da etapa, ainda havia espaço para a reedição da briga entre Potatoes e Firehorse. Carvalho novamente contorna bem a curva 13, usa do vácuo e do DRS e parte para cima de Medeiros. Dessa vez o piloto toma a linha de dentro, freia no limite e não vai para a área de escape. Carvalho antecipa um pouco a freada o que lhe permite desenhar um lindo X sobre o piloto da Potatoes e assumir novamente a 5ª posição. Medeiros aparentava estar sofrendo com o desgaste dos pneus, pois na volta seguinte foi a vez de Brasileiro tomar-lhe a posição. Sem sofrer com desgastes e tranquilo na liderança, Silveira vence a etapa.

Na coletiva, César disse que está muito satisfeito e que agora que entendeu as nuances do carro, espera melhores resultados nas próximas etapas. Mourad não escondeu a felicidade em chegar no pódio pela 1ª vez. O piloto disse que teve uma boa largada e que devido ao desgaste trocou a estratégia de 2 para 3 paradas. Silveira começou a entrevista lamentando a ausência do companheiro. O piloto disse que ficou feliz pela vitória, o que coloca o piloto novamente na disputa pelo título.

O próximo desafio seria em Spa-Francorchamps, mas se a F1 tem problemas financeiros para organizar etapas, a liga opta pela segurança dos pilotos e antecipou a etapa de Monza. Sendo assim, a categoria mantem as cores verde, branca e vermelha, mas o layout muda. No velocíssimo traçado italiano a Sinister segue em busca de mais uma vitória? Os adversários estão se aproximando, mas serão combatíveis ao império alvirrubro? A próxima etapa, e todo o desenrolar da fase final do campeonato você confere ao vivo, as 22:00 do dia 27/07, ao vivo na TV NeoBR.

Resultado da classificação:

Pos Driver Team Car Class Time Gap Laps Points
1 Romulo Silveira Sinister Race Team NF1 NF1 1:19.048 -:–.— 006 3
2 Felipe Giro Pegoraros Racing NF1 NF1 1:19.315 0:00.266 005 0
3 Mohamad Mourad Sinister Project NF1 NF1 1:19.342 0:00.295 008 0
4 Igor Cesar WR Racing NF1 NF1 1:19.537 0:00.489 006 0
5 Thiago Barbosa Sinister Race Team NF1 NF1 1:19.564 0:00.516 007 0
6 Rodrigo Figueira Marsch Team NF1 NF1 1:19.676 0:00.628 007 0
7 Glauco Pessi Marsch Team NF1 NF1 1:19.756 0:00.707 006 0
8 Tiago Carvalho FireHorse Racing NF1 NF1 1:19.809 0:00.762 007 0
9 Beto Feler Fly Racing NF1 NF1 1:19.905 0:00.858 006 0
10 Marcio Abduch eXtreme Unicef NF1 NF1 1:20.116 0:01.068 006 0
11 Henrique Brasileiro Marsch Racing NF1 NF1 1:20.291 0:01.244 007 0
12 Alan Medeiros Potatoes Racing NF1 NF1 1:20.399 0:01.352 007 0
13 Alexandre Santos FireHorse Racing NF1 NF1 1:20.521 0:01.474 007 0
14 Armando Gones Pegoraros Racing NF1 NF1 1:20.536 0:01.489 007 0
15 Gean Celso Sinister Project NF1 NF1 1:20.537 0:01.489 007 0
16 Joao Gabriel Sinister Project NF1 NF1 1:20.583 0:01.536 007 0
17 Rodrigo Laurito FireHorse Racing NF1 NF1 1:20.623 0:01.575 007 0
18 Wesley Rocha WR Racing NF1 NF1 1:20.693 0:01.646 006 0
19 Fabio Muniz Marsch Racing NF1 NF1 1:20.711 0:01.663 009 0
20 Vagner Souza Fly Racing NF1 NF1 1:20.798 0:01.750 008 0
21 Wagner Vezzali eXtreme Unicef NF1 NF1 1:20.878 0:01.831 008 0
22 Rafael Santucci Scuderia Maserati NF1 NF1 1:24.192 0:05.145 008 0

Resultado da corrida:

Pos Driver Team Car Class Time Gap Laps Points Race%
1 Romulo Silveira Sinister Race Team NF1 NF1 01:02:32.436 -:–.— 045 66 100
2 Mohamad Mourad Sinister Project NF1 NF1 01:02:47.137 0:14.701 045 58 100
3 Igor Cesar WR Racing NF1 NF1 01:02:54.523 0:22.086 045 50 100
4 Felipe Giro Pegoraros Racing NF1 NF1 01:03:00.966 0:28.529 045 45 100
5 Tiago Carvalho FireHorse Racing NF1 NF1 01:03:33.684 1:01.248 045 41 100
6 Henrique Brasileiro Marsch Racing NF1 NF1 01:03:38.293 1:05.857 045 38 100
7 Alan Medeiros Potatoes Racing NF1 NF1 01:03:40.635 1:08.198 045 35 100
8 Armando Gones Pegoraros Racing NF1 NF1 01:03:41.132 1:08.695 045 32 100
9 Rodrigo Laurito FireHorse Racing NF1 NF1 01:03:45.448 1:13.012 045 29 100
10 Wesley Rocha WR Racing NF1 NF1 01:03:51.456 1:19.020 045 26 100
11 Wagner Vezzali eXtreme Unicef NF1 NF1 01:03:11.861 + 1 Laps 044 23 98
12 Alexandre Santos FireHorse Racing NF1 NF1 01:03:12.837 + 1 Laps 044 20 98
13 Rafael Santucci Scuderia Maserati NF1 NF1 Suspension + 19 Laps 026 12 58
14 Fabio Muniz Marsch Racing NF1 NF1 Suspension + 33 Laps 012 0 27
15 Rodrigo Figueira Marsch Team NF1 NF1 Suspension + 35 Laps 010 0 22
16 Glauco Pessi Marsch Team NF1 NF1 Suspension + 41 Laps 004 0 9
17 Beto Feler Fly Racing NF1 NF1 Suspension + 42 Laps 003 0 7
18 Vagner Souza Fly Racing NF1 NF1 Suspension + 43 Laps 002 0 4
19 Marcio Abduch eXtreme Unicef NF1 NF1 DNF + 43 Laps 002 0 4
20 Joao Gabriel Sinister Project NF1 NF1 DNF + 43 Laps 002 0 4
21 Thiago Barbosa Sinister Race Team NF1 NF1 DNF + 43 Laps 002 0 4
22 Gean Celso Sinister Project NF1 NF1 DNF + 44 Laps 001 0 2

Bonus:

Assista o VT completo da etapa:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: