Skip to content

Simuladores: Mercado em Ebulição


O Mercado de empresas relacionadas a jogos parece começar a olhar com mais interesse para o setor de competição automobilística, estamos sendo descobertos, desbravados, depois de anos de estagnação com poucas opções confiáveis, eis que, passamos de “patinho feio” dos jogos online, para aposta de futuro promissor.

Tudo começa com uma pergunta: “Qual simulador é o melhor para a minha simulação?”

Simuladores

F1 Challenge, Race 07, rFactor entre outros abriram as portas para que surgissem termos mais técnicos, afastando o jogo casual da simulação ou Sim Racing. Cada qual com seu ponto evolutivo na curva trouxeram novidades, interação, possibilidades múltiplas de ajuste de veículo, estabilidade de servidores, e o poder da modificação ou personalização. Dessa geração o rFactor é o mais longevo, o pai do rFactor2, já é um senhor, começa a apresentar a fraqueza natural do tempo, as novas gerações querem mais. O Gráfico com base no DX9 já se apresenta ultrapassado, porém por mais contraditório que seja este talvez seja o motivo do simulador ainda ter seu espaço, pois é possível até mesmo com um bom notebook ou um PC modesto, utilizando até mesmo placas de vídeo onboards, participar dos eventos. As modificações excessivas no rFactor trouxeram”aberrações” em alguns veículos e a insegurança no meio da comunidade. Sua popularidade cumpriu o papel de massificar o que hoje chamamos de Automobilismo Virtual.

No meio das duas gerações surgiu o Game Stock Car em 2010, a empresa brasileira Reiza se aproveitou do que havia de bom no rFactor e deu uma nova roupagem, com novas sombras e iluminação além de um aprimoramento no “Force Feedback” em um período que os volantes já dominam as casas dos pilotos virtuais, além do apelo comercial de estar vinculado ao maior campeonato nacional de Automobilismo a Stock Car e ter sempre lançamento de marcas nacionais licenciadas.

A Favor: Empresa Nacional, Preço de compra, não Há DLCs pagas, Force Feedback agradável e evolução gráfica em relação ao rFactor, boa aceitação no Brasil.

Contra: Gráficos e Feedback bons, porém defasados em relação as novas gerações, pouco reconhecimento internacional. Alguns Bugs não foram superados em relação ao rFactor.

—————–

Paralelamente ao processo evolutivo dos simuladores, uma verdadeira rede de pilotos virtuais se encontrava no maior espaço para disputas virtuais do planeta. O iRacing apostou na dependência de seus usuários, manteve uma plataforma WEB de administração de fácil acesso e intuitiva para os usuários, que conseguem ter acesso aos conteúdos exclusivos, campeonatos e corridas promovidos pelos desenvolvedores do simulador, além de contar com o apoio de grandes Marcas, com destaque para a Nascar. O aumento do Dólar, o alto custo para renovação, aquisição de novos carros e pistas dificulta para os brasileiros abraçarem o simulador e massificar sua utilização.

A Favor: Rede interativa, administração de carreira, eventos oficiais, apoio de marcas oficiais. Maior reunião de pilotos virtuais do mundo.

Contra: Compras em dólar, alto custo, campeonatos Road não se popularizaram e recebem algumas críticas sobre o grau de simulação.

—————–

rFactor2, trás uma proposta de maior dinâmica, clima variável, emborrachamento de pista, uma física de pneus elogiada pela crítica e a estabilidade conquistada pelo seu pai, rFactor, mantida. Além de, apesar de  ser um investimento caro com o dólar atual, ser apenas uma única compra para ter acesso a todo o conteúdo oficial. O ponto contra é a evolução gráfica discutível, utilizando a geração do DirectX9, apostando em recursos de sombra e iluminação para “maquiar” a debilidade gráfica, no início o simulador se apresentava extramente pouco otimizado, causando lags até mesmo em PCs que superavam com sobras a configuração mínima exigida.

A Favor: Física de pneus, dinâmica das corridas, estabilidade de servidor, poucos bugs atualmente. Grande quantidade de veículos e pistas oficiais e não oficiais. Comunidade internacional bastante ativa, principalmente européia.

Contra:  Graficamente é inferior aos concorrentes da mesma geração.

—————–

RaceRoom: um projeto antigo, pouco explorado, com conteúdo gratuito para iniciantes e que se baseia na compra pela Steam de DLCs. Gráfico agradável, física pouco apurada, com algumas exceções. O tempo de espera pelo resultado final e o surgimento da concorrência forte fizeram o simulador ficar em segundo plano para a maioria dos usuários.

A Favor: Conteúdo para teste gratuito, Gráficos.

Contra: Física pouco apurada, uma certa descrença da comunidade

—————–

Assetto Corsa foi lançado sob a ovação de ser o simulador mais completo e conter gráficos jamais vistos no setor de simulação, em termos cumpriu o proposto, quando surgiu superou em muito os concorrentes graficamente, porém sem uma proposta de caminho a trilhar definida e com um lançamento oficial que deixou para trás problemas crônicos por resolver, principalmente no modo Multiplayer, e com atualizações que traziam ainda mais situações inesperadas e bugs ele foi caindo em descrença por parte da comunidade e se enfraquecendo. O Simulador ainda não conta com informações de logs confiáveis para aferir resultados de eventos online, não tem replay acessível durante modo espectador, ou transmissões, além de apresentar inúmeros bugs no modo multiplayer. A Física também foi outro ponto trabalhado que ficou pelo meio do caminho, os pneus não apresentam desgaste, apenas superaquecimento, as suspensões são extremamente moles, bonitas esteticamente, mas um tanto quanto irreais.

A Favor: As Câmeras para transmissão e seus ângulos foram feitos com primazia, graficamente um dos melhores atualmente. Som dos motores e eco trazem uma sensação agradável. O Preço.

Contra: Física comprometida, principalmente pneus, vários bugs no modo online, alguns tornam impossíveis competições confiáveis.

—————–

Project Cars: Mais novo simulador no mercado, chega com um olhar de desconfiança de uma comunidade que muito ouviu ao longo do seu desenvolvimento, primeiro projeto a integrar tanto PC quanto Consoles, haviam dúvidas quanto ao fato de tratar-se de apenas mais um “jogo”, fugindo da proposta de simulação, com possíveis excessos de ajudas e facilidades. Indiscutivelmente é o melhor graficamente, enche os olhos dos usuários e trás uma imersão visual não vista anteriormente. Porém o anuncio de um segundo PCars em meio ao lançamento do primeiro, em meio a necessidade de ajustes prometidos para realização de corridas online com transmissão, acabam por colocar em descrédito o simulador. Para muitos é apenas um “jogo” travestido de simulador com o intuito de vender para um outro nicho, além dos consoles.

A Favor: Gráficos realistas, os melhores da atual geração.

Contra: Insegurança quanto ao futuro, incompleto para competição online, física discutível.

—————–

A escolha pelo simulador leva em consideração muitos dos argumentos levantados acima entre outros que ficaram omissos no texto,  a NEOBR enquanto administradora de campeonatos também precisa selecionar aqueles que melhor se enquadram na sua filosofia de trabalho e no que seu público exige, deixe seu comentário, sua crítica, concordância ou discordância com os pontos levantados, auxilie os usuários da liga a fazerem a sua escolha!

 

4 Comments »

  1. Gostei do post, só achei que as criticas a física do Assetto Corsa não são o que a grande maioria da comunidade acha, a física deste jogo é o ponto forte

  2. Excelente post, na minha opinião o Rfactor 2 é de longe, muuuito longe, o melhor simulador de corridas, mas eu digo na questão de simular a física, o que eu acho mais importante num simulador. O Assetto Corsa é bom, mas não é um simulador tão completo quanto o Rfactor 2, ainda mais na física. A kunos fez uma mescla entre Arcade Sim dos consoles e os Simuladores, o que resultou no Assetto, com uma jogabilidade mais fácil, e claro com boa aceitação, o que o faz um excelente simulador, as vezes entro nos servidores publicos e me divirto muito, mas como passatempo, já o Rfactor 2, a experiência de correr está em outro nível, o problema é a necessidade de uma boa máquina pra roda-lo, mas vale a pena cada centavo investido. Os gráficos não são ruins, as novas pistas estão saindo com ótimos gráficos, bem como os novos mods, vide URD Gts e agora protótipos. Talvez, o seu grande triunfo, seja um dos seus problemas: sua dificuldade trazida por simular a realidade. Deixando-o com pouca aceitação por pilotos menos experientes. O GSC Extreme é também um excelente simulador, mas o considero um mod do Sr. Rfactor, não trazendo nenhuma evolução significativa. Race07 extremamente bom, mas esquecido pelas ligas, uma pena. Não tenho o Project Car e acho que nem vou adquiri-lo tendo em vista os comentários da comunidade.

    • Este conceito de “arcade sim” para assetto discordo…
      Ate pq , publicitariamente alguns podem se passar por simuladores, porem na realidade ja pode ser outra coisa…
      Como Gran turismo 5/6 ou P-cars , que sao Realistic racer s , podem ser taxados como simuladores nativos, porem sao Realistic racer/ simcade …
      Coisa q simuladores nativos, desde o papel, ja tem intrínseco meta de buscar simulaçao nativa ao maximo possivel, mesmo que saia um mal simulador, mas tinha a meta de ser tal…
      Já sobre a perspectiva que citaram , de ter uma susp mole demais, ai é algo tb discordo… enfim.. simulaçao depende muito da assimilaçao individual… para alcançar uma boa interpretaçao dos sentidos,e isso é algo muito individual…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: