Skip to content

Deixa que eu Deixo


Lucas Alves vence prova com muitas alternâncias na 1º colocação; Aiello e Giro fecham o pódio em mais uma “trinca” da Snow Schatten

Lucas Alves Istanbul Park

Um autódromo que hoje infelizmente é tido com um elefante branco, dado sua localização em um país sem muita tradição do automobilismo. Um dos poucos projetos de sucesso do queridinho da F1, Hermann Tilke, recebeu a segunda etapa da NeoBR Formula N1. O autódromo de Istanbul Park com a desafiadora Curva 8 foi palco de uma nova etapa tumultuada, cheia de altos e baixos que terminou com a vitória de Lucas Alves (Snow Schatten). Na segunda colocação, o “companheiro” Gonzalo Aiello (Pegoraros), que chegou a flertar com a vitória. Fechou o pódio, o atual campeão Felipe Giro (Snow Schatten), mostrando a força da equipe na categoria.

Alves mostrou que vinha forte e na etapa de classificação já detinha o melhor tempo a 4 minutos do encerramento. Mas piloto foi superado por Leonardo Lopes (Sinister), sendo o primeiro a virar abaixo de 1:23. Além dos 2 pilotos, avançaram ao Q2, Marcos Riffel (Kemba), Rafa Souza (Snow Schatten), Aiello, Leonardo Imolesi (Kemba), Giro, Antenor Júnior (Shadow), Renan Barbosa (Marsch) e Bryan Halmenschlager (Shadow).

Com a adequação dos carros ao regulamento que não fora cumprido na etapa passada, alguns pilotos seriam obrigados a utilizar 2 compostos médios. Isso trouxe novos tons a competição, com pilotos optando por não marcarem tempo, afim de economizar os compostos. Já entre os que disputavam a pole, Giro foi o primeiro a marcar tempo, sendo superado por Alves em seguida.

A largada, que sempre é um momento de tensão, ganhou mais emoção devido a um problema com a Pitbull de Marcelo Fongaro. O piloto ficou para trás na volta de apresentação, o que acarretou em uma espera ainda maior dos pilotos. Ao apagar das luzes, Giro salta à frente e assume a 1º colocação. A Curva 8, já citada anteriormente, é um desafio e um charme à parte no traçado turco. Mas dos 24 pilotos que largaram, um deles não guardará boas lembranças. Lopes acaba escapando na última perna e batendo forte no muro interno. Tentando salvar sua corrida e levar o bólido para os boxes, o piloto da Sinister perdeu o controle do carro e foi acertado pela Maserati de Vinicius Vianna. Ambos abandonaram a etapa.

As diferentes estratégias proporcionaram belas disputas entre Riffel, Imolesi, Souza e Aiello por algumas seguidas voltas, terminando com um erro do então líder do campeonato na Curva 1: o piloto que era 3º caiu para a 6º posição. Mais atrás, destaque para a disputa entre Júnior e Rafael Santucci (Maserati) que dividiram as duas primeiras pernas da Curva 8. O piloto da Shadow efetuou a manobra na saída da Curva 10 e assumiu a 13º colocação. Próximo aos 10 minutos os ponteiros fazem a parada nos boxes e Alves, já pensando em uma estratégia diferente, assume a liderança temporária. Wallace Darienço (eXtreme Unicef) e Halmenschlager integram a lista de abandonos. No momento “frio na espinha”, Márcio Abduch (eXtreme Unicef), Armando Goñes, Riffel e Aiello travaram um duelo a partir da Curva 10. Abduch com pneus gastos e a frente recebeu a pressão do hermano, que já contava com pneus novos. Os pilotos dividiram as travadas Curvas 12 e 13. O piloto da equipe esmeraldina se encaminhou para os boxes junto com Goñes e por pouco não tocou no carro de Aiello. Fongaro também abandona a etapa após acidente.

Após a primeira rodada de paradas, Giro reassume a liderança da etapa. Foi então que o personagem futebolístico de Nelson Rodrigues resolveu se aventurar em outros locais. Giro vinha com uma boa diferença na liderança até o momento em que uma mensagem de Ulisses Oliveira, associada ao elogio do comentarista Jesias Meira culminaram em um erro do então líder na Curva 7, que acabou caindo para o 3º posto, sendo ultrapassado por Imolesi e Souza. Seja por conta do desgaste dos compostos ou por conta do Sobrenatural de Almeida, Giro escapou mais uma vez na volta seguinte, desta vez perdendo a posição para Alves.

Na 13º colocação Cosme ultrapassa Vidal que na tentativa de andar próximo para retomar a colocação, acaba escorregando na Curva 4, após novo pitaco do comentarista. Próximo a metade da prova, mudança da dianteira com Souza superando Imolesi por fora na primeira perna da Curva 8. Imolesi reassume na Curva 12 se valendo do DRS. Depois da parada o piloto volta na 4º colocação a frente de Alves. Com pneus mais aquecidos o piloto da Snow Schatten parte pra cima na Curva 12 e supera, mas Imolesi acaba tocando o carro a frente, fazendo o adversário rodar. Em 1º Souza acelera, na tentativa de consolidar uma boa diferença para os adversários. Antes da entrada nos boxes porém o Jato Italiano se complicou ao atacar demais a zebra da Curva 13. O piloto rodou e perdeu muito tempo, voltando somente na 7º colocação.

E para confirmar a presença do emblemático personagem, até o narrador Bruno Mali foi vitimado, com uma desconexão. Depois de algumas tentativas foi possível a retomada das imagens, já com a briga entre Aiello e Giro pelo primeiro lugar. O argentino assumiu a ponta, mas logo o atual campeão a retomaria. Aiello mostrou força e reassumiu a liderança. Com pneus macios, Alves consegue ultrapassar Giro, assumindo a 2º colocação. Na tentativa de andar rápido, Aiello acaba escorregando na Curva 14, o que dá a chance de Alves se aproximar e tentar a manobra, trazendo Giro consigo. Após cravar por mais de uma vez em uma vitória do argentino, o comentarista viu sua aposta ser superada por Alves na reta oposta, graças ao DRS. Na sequência, o piloto da Pegoraros escorrega entre as Curvas 13 e 14 e cai para a 3º colocação, talvez por conta do alto desgaste dos pneus. Giro ainda escapou na Curva 10 também por conta do desgaste e perdeu a segunda colocação. Alves cruzou a linha de chegada e venceu a etapa movimentadíssima em solo turco.

Na coletiva, Giro parabenizou Alves e Aiello pelo ótimo ritmo. O piloto destacou que arriscou na largada, por conta da obrigatoriedade do uso dos 2 compostos médios, que acabaram prejudicando o seu desempenho. Aiello se mostrou muito contente com o 2º lugar. O piloto disse que é um ótimo resultado em uma categoria tão disputada. Já Alves disse que se redimiu da corrida em Magny Cours. O piloto se mostrou muito feliz por vencer novamente e projetou um melhor desempenho do que na temporada passada.

A próxima etapa já tem data marcada. Dia 28/02, a partir das 20:00, as máquinas da FN1 aceleram direto de Melboune, tradicional palco de abertura da F1. Seja com apostas, alternâncias, estratégias ou com a ilustre presença do Sobrenatural de Almeida, fato é que as emoções da categoria preencherão a noite de Domingo, ao vivo pelo Portal XTR.

Texto: Vinicius Vianna

Resumo News Flash – OpenwheelsTV

Penalizações

Antenor Junior
1.1 Contato fazendo adversário rodar: acréscimo de 25 segundos
Volta 03/0:58

Fábio Vasconcelos

1.6 Cortar linhas dos boxes (na saída): acréscimo de 5 segundos no tempo final de prova.

Volta 09

Etapa 02 Istambul

Track: Etapa 02 Istambul

Date: 15/02/2015 10.06.00
DownloadLink: Here
DateTime Session Winner Best Lap
15/02/2015 10.06.00 QUALIFY Lucas Alves 1:23.330
15/02/2015 10.06.00 RACE Lucas Alves 1:24.591

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: