Skip to content

Da Descrença à Taça!


Lopes vence a 5º corrida em 6 disputadas; Durães chegou a ser bicampeão, mas o troféu vai para as mãos de Giro.

Ele mesmo não se imaginava apto a briga pelo campeonato. Uma queda na segunda etapa do campeonato, segundos antes da largada. Uma recuperação na etapa seguinte e depois uma constância irretocável. Um pouco de sorte sim, mas isso acompanha os campeões: Felipe Giro (Snow Schatten) é o mais novo campeão de uma das mais tradicionais categorias da NeoBR. O piloto chegou em 4º no novíssimo traçado de Startools Ring e celebrou o campeonato. Na corrida, vitória de Leonardo Lopes (Sinister), que alcançou a 5º vitória em 6 participações. Já o xará, Leonardo Imolesi (Kemba) também guardará boas lembranças do novo autódromo pois conquistou seu primeiro pódio na categoria com o 2º lugar. Fechou o pódio Ricardo Durães (Shadow), que tal qual um jogador de pôquer apostou tudo na estratégia em busca do bicampeonato, mas ficou com o vice.
Se o traçado virtual de Startools Ring não recebeu a decisão da FN2 na Sexta-Feira, coube aos pilotos da FN1 dar tons de decisão ao novo autódromo. No Q1, Giro mostrou que realmente ia em busca do título e marcou o melhor tempo na metade do treino. Mas o piloto da Snow teve seu posto tomado por Lopes a 1 minuto do fim. Passaram para o Q2 Lopes, Bryan (Storm Shadow), Giro, Imolesi, Abduch (eXtreme Unicef), Durães, César (Shadow), Gomes (Marsch), Vezzali (eXtreme Unicef) e França (Marsch). Na abertura do Q2, Imolesi foi o primeiro a marcar o melhor tempo, mas foi logo superado por Lopes, que em sua primeira tentativa cravou o melhor tempo do final de semana. A volta parecia ser insuperável, segundo o narrador Bruno Mali, mas ao zerar dos cronômetros, o piloto mostrou que era possível e melhorou a marca, garantindo a pole em grande estilo.
Desta forma o grid para a largada era o seguinte: Leonardo Lopes, Bryan Halmenschlager, Rhanan Gomes, Felipe Giro, Marcio Abduch, Leonardo Imolesi, Ricardo Durães, Igor César, Wagner Vezzali, Pedro França, Marcelo Becker (Marsch), Leonardo de Souza (Snow Schatten), Breno Augusto (Marsch), Neto Vidal (Sinister), Marcelo Cosme (Pitbull), Marcelo Fongaro (Pitbull) e Felipe Oliveira (Sinister). Na largada, Lopes pula a frente e se desvencilha das confusões. Giro sai bem e tenta a segunda colocação, mas acaba ficando somente a frente de Gomes. Ainda na primeira volta, Abduch assume a 7º colocação superando Durães no início do 2º setor, mas logo perdeu o posto para o piloto da Shadow no Curvão, onde os pilotos andaram lado a lado.
Na segunda volta, Gomes reassume a terceira colocação ultrapassando Giro na 1º Chicane. Durães continua a escalada e passa França no Curvão. Tal qual na FN2, a pista começou a exigir daqueles que ousavam passar dos limites. Após perder a 9º colocação e recuperá-la depois de um erro de César, França escapa no Curvão e bate forte, abandonando a etapa. A maré não era boa para a Marsch, que segundos antes viu Becker escorregar na entrada da Reta Oposta, perdendo a asa dianteira. Gomes também entrou para a lista de reveses da Laranja Mecânica ao escorregar na zebra e cair para a 7º colocação. Abduch acaba escapando, batendo forte e retornando para a pista. De Souza bem que tentou, mas não conseguiu desviar e acabou acertando o carro da equipe esmeraldina. Fongaro e César abandoaram a etapa. Antes dos 10 minutos de prova, Cosme também abandona depois de ficar enroscado no anti-cut da 1º Chicane.
Depois do tumultuado início de prova, os ânimos e a adrenalina parecem ter baixado e os pilotos começaram a focar nas estratégias. O “feijão-com-arroz”, segundo o comentarista Jesias Meira eram as já conhecidas 2 paradas, mas informações vindas do paddock indicavam que dado o consumo, poderiam chegar a 3, dependendo da escolha de compostos. Com 20 minutos, as paradas começaram. Jogando com todas as fichas que podia, Durães ousou e não foi aos boxes, durante a janela ideal e se manteve em pista, assumindo a dianteira da prova. Neste momento, com Giro em 4º, o bicampeonato estava nas mãos do piloto da Shadow. Mas Lopes tratou de lançar água no chope da equipe alvinegra e superou Durães próximo a metade da prova, na volta 17, reassumindo a liderança da prova.
Após a parada, Durães voltou imprimindo bom ritmo e superou Gomes na 1º chicane, assumindo a 5º posição. O piloto da Marsch, que optara por 2 paradas, acabou escapando na entrada da Reta Oposta, bateu com força o muro e abandonou a etapa. Giro seguia em busca de melhores colocações e tentou superar Bryan na 1º Chicane a 25 minutos do encerramento. Os pilotos acabaram se tocando e ambos foram para uma das poucas áreas de escape do autódromo, mas conseguiram retornar a pista. O piloto da Snow Schatten insistiu e conseguiu a manobra por fora na curva logo ao fim do 1º setor, na volta em que Bryan saia dos boxes. Com uma volta a menos de pneu, a situação se inverteu na volta seguinte e o piloto da Storm Shadow começou a atacar Giro. Mas com a aproximação, o piloto acabou sofrendo com a turbulência e quase escapou no veloz Curvão. De atacante, Bryan passou a ser atacado por Imolesi, que vinha logo atrás.
Em nova tentativa, restando pouco mais de 10 minutos, Bryan se aproxima após a saída do Curvão, contorna a Chicane Final colado em Giro mas acaba rodando na saída da travada sequência e cai para a 5ºcolocação. Com a ausência do piloto da Storm Shadow, e com Durães em segundo lugar, Giro abre mão do pódio e deixa Imolesi com a 3º colocação. Bryan, que trocara os pneus depois do incidente, acabou escapando na entrada da Reta Oposta, batendo e perdendo a asa dianteira. O piloto se mostrou focado e trouxe o carro para os boxes mesmo depois de quase ficar atolado na área de escape do Curvão. A entrada da Reta Oposta é, de longe, um dos pontos que exigia mais atenção dos pilotos. E antes do encerramento da prova, vitimou também Oliveira, que novamente vinha em excelente prova após não realizar o treino de classificação. Na última volta, seguindo o “padrão NeoBR de Emoção”, Imolesi supera Durães por fora na 1º Chicane. O piloto da Shadow vinha se arrastando com o pouco pneu que ainda restara. A frente, sem preocupações e perturbações, Lopes cruzou na 1º colocação e faturou mais uma etapa no campeonato.
Na coletiva, desta vez com 4 pilotos, Durães reconheceu que tinha uma árdua tarefa na briga pelo título. Os vários problemas que teve no fim da temporada foram vitais, mas não fundamentais, segundo o piloto. O alto nível da categoria foi o elemento principal neste campeonato, segundo o piloto. “Não fui bem no qualy e tentei ousar na corrida indo com o pneu mais duro”, finalizou Durães. Já Imolesi destacou o ritmo frenético da corrida e se disse surpreso com o próprio desempenho. O piloto da Kemba foi econômico nas palavras, mas não escondeu a felicidade em alcançar seu primeiro pódio na categoria. Lopes, mais uma vez disse que se surpreendeu com o desempenho, mesmo com o pouco período de treino que teve. O piloto da Sinister disse que teve que mudar a estratégia no meio da prova por conta do alto desgaste dos pneus, e finalizou dizendo que espera um bom campeonato para o próximo ano.
Giro se atrapalhou um pouco com as palavras devido a emoção do campeonato. Mas entre outras coisas, o piloto lembrou da ótima estrutura que foi montada para esta temporada pela equipe tricolor. O piloto também disse que contou com a sorte nas ultimas 3 provas e que, mesmo não sendo o mais rápido, apostou na constância na briga pelo título.

Nos construtores a Snow Schatten Racing Team levou mais uma taça e de quebra se consolida como melhor equipe de fórmulas da Temporada 2/2014 com 03 títulos nas 04 principais categorias de fórmula da NEOBR
Com um novo campeão, a NeoBR Formula N1 se despede de 2014. Muitas novidades estão a caminho para a T1 de 2015! Novos carros, novas variantes, novos pilotos e equipes. Mas a competitividade, respeito e emoção dentro das pistas deve permanecer. 2 meses de folga trarão saudade aos amantes do automobilismo virtual… mas são só 2 meses. Em 2015, a NeoBR Formula N1 começa a pintar um novo quadro, mas já deixa uma pergunta: Quem colocará a assinatura?!

Texto: Vinicius Vianna

Resultado Final

Drivers Championship

Pos Name Team Points Gap Starts Poles Wins Podiums
1 Felipe Giro Snow Schatten Racing Team 401 0 9 2 1 6
2 Ricardo Duraes Shadow Racing 391 10 10 2 1 6
3 Rhanan Gomes Marsch Team 363 38 9 0 0 4
4 Leonardo Lopes Sinister Race Team 363 38 6 5 5 5
5 Leonardo de Souza Snow Schatten Racing Team 305 96 10 0 0 0
6 Marcio Abduch eXtreme Unicef 276 125 10 0 0 0
7 Lucas Alves Snow Schatten Racing Team 257 144 9 0 2 2
8 Leonardo Imolesi Virtual Fuel Experencie 256 145 10 0 0 1
9 Carlos Reynaud Shadow Racing 242 159 9 0 0 0
10 Igor Cesar Shadow Racing 221 180 9 0 1 1
11 Bryan Halmenschlager Storm Shadow 211 190 10 1 0 2
12 Marcos Riffel 0km Racing 178 223 7 0 0 2
13 Wagner Vezzali eXtreme Unicef 178 223 9 0 0 0
14 Breno Augusto Marsch Team 162 239 10 0 0 0
15 Neto Vidal Sinister Absolute 132 269 10 0 0 0
16 Rafael Santucci Scuderia Maserati 99 302 7 0 0 0
17 Marcelo Becker Marsch Team 97 304 4 0 0 1
18 Rodrigo Matos Sinister Race Team 84 317 6 0 0 0
19 Felipe Oliveira Sinister Race Team 77 324 5 0 0 0
20 Walter Borges Storm Shadow 69 332 5 0 0 0
21 Marcelo Cosme Pittbull Racing 61 340 7 0 0 0
22 Vinicius Vianna Scuderia Maserati 56 345 8 0 0 0
23 Pedro Franca 0km Racing 46 355 7 0 0 0
24 Wallace Darienco Virtual Fuel Experencie 46 355 5 0 0 0
25 Cassio Sauer 0km Racing 25 376 4 0 0 0
26 Rafael Sylva NordesTeam100Limites 23 378 2 0 0 0
27 Paulo Maeda eXtreme Unicef 17 384 3 0 0 0
28 Marcelo Fongaro Pittbull Racing 7 394 8 0 0 0
29 Luiz Henrique Storm Shadow 1 400 1 0 0 0

Penalizações da Etapa

1.4 Contato que obrigue a execução de reparos: acréscimo de 25 segundos no tempo final de prova;

Marcio Abduch em Leonardo de Souza

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: