Skip to content

Virado no Jiraya


Anderson Roberto marca pole, larga em último e vence prova Erick Alves é segundo e Renan Barbosa anda de lado na última curva para garantir o pódio.

Ter um carro na mão: treino; Marcar a pole e superar o próprio tempo: treino dobrado; Ser punido, largar em último e ao final ser o primeiro a ver a bandeira quadriculada: Não tem preço. Até parece comercial de cartão de credito, mas não é. Esse pode ser o resumo da 7º etapa da NeoBR Formula N2 pela visão de Anderson Roberto (Sinister). O líder do campeonato teve uma apresentação de gala na etapa japonesa e mais uma vez chegou a frente, dando passos largos rumo ao título. Erick Alves (Snow Schatten) tentou frear a escalada do adversário, mas um erro custou a liderança do piloto da equipe tricolor que, com o resultado, entra de cabeça na luta pelo vice-campeonato. Já Renan Barbosa (Marsch), 3º colocado, parece ter se inspirado no terceiro volume do blockbuster Velozes e Furiosos, e defendeu a colocação andando de lado na chicane final.
O primeiro a figurar na pole durante o período classificatório foi Armando Goñes (Snow Schatten), cravando o melhor tempo a 6 minutos do fim. Roberto começou a dar as cartas no mesmo minuto, já tomando a dianteira. O piloto da Sinister ainda voltou à pista em mais duas oportunidades e em ambas melhorou o tempo. Mas nem tudo foram flores na vida de Anderson. O piloto acabou punido por conta do carro fumar no final da volta. Com isso, a classificação ficou da seguinte forma: Erick Alves, Leko Thayer (Hattrick), Gonzalo Aiello (Snow Schatten), Eduardo Marques (Shadow), Armando Goñes, Eduardo Segabinassi (Hattrick), Renan Barbosa, Nathan Marchon (Sinister), Rafael Cruz (Marsch), Helber Santos (Sinister), Fábio Vasconcelos (Dark Shadow), Filipe Campos (Shadow), Diego Said (Black Wings), Rui Serrão (0km), Rafael Santucci (Scuderia Maserati), Rafael Sousa (Hattrick), Ricardo Cabrera (0km), Rogério Ribeiro (0km), Elisa Arizono (Scuderia Maserati) e Anderson Roberto.
Sem uma largada “like a Senna”, segundo o comentarista Pedro Delgado, Alves larga bem e mantém a ponta. Aiello segue o companheiro e supera Thayer na curva 2. Roberto de desvencilha dos adversários e figura na 16º colocação. Cabrera escapa na curva 9, bate e perde a asa traseira. Roberto segue a escalada e supera Serrão por fora na 130R e assume a 12º colocação. Thayer que caíra para 4º, recupera uma colocação ao superar Marques na Reta dos Boxes na abertura da segunda volta. Na volta seguinte Santos assume a 8º colocação ao superar Segabinassi na curva 13 mas acaba levando o troco na entrada da curva 14. Sem se abalar, Santos, nas palavras do narrador Bruno Mali, inventa uma letra e reassume a 9º colocação. Roberto, que vinha assistindo a briga de camarote, resolveu participar e superou Segabinassi na subida da Reta Oposta e posteriormente Santos por fora na 130R, chegando a 8º colocação em 5 minutos de prova.
Com o forte começo de prova, alguns incidentes ocorreram. Cabrera acabou abandonando a etapa. Vasconcelos também acabou tendo um revés ao escorregar na saída do Harpin, perdendo a asa dianteira. Santos também teve problemas e foi flagrado sem as asas do seu bólido. Mais à frente a briga seguia forte e Barbosa assumiu a 4º colocação ao superar Goñes na entrada da Spoon. O piloto da Marsch veio forte e também superou Aiello na volta 8, chegando a 3º posição. Roberto que estava na briga com Goñes, tentou a manobra na 200R depois de sair bem do Harpin, mas o piloto da Snow Schatten se manteve à frente. Antes dos 20 minutos, vários pilotos fizeram as paradas para troca dos pneus. Outros no entanto, tentavam permanecer em pista para fazer uma única parada. Campos era um deles. O piloto que figurava na 2º colocação no início da volta 13, acabou fechando em 6º, sendo superado, na ordem, por Thayer, Roberto, Goñes e Aiello.
Roberto seguia sendo o destaque da etapa e conseguiu chegar ao segundo lugar superado Thayer próximo a metade da etapa, ao mesmo tempo que Goñes abandoava por problemas de motor. As coisas não andavam bem para a Snow Schatten. Na mesma volta do abandono de Goñes, Aiello estranhamente volta aos boxes. As disputas não se resumiam ao pelotão da frente. Segabinassi vinha recuperando terreno perdido e passou por Santucci na 130R, a 23 minutos do fim. Mais à frente problemas para Thayer. O Alien Maluco acaba escorregando na Dunlop (curva 7) e perde a asa dianteira. O piloto da Hattrick acabou abandonando. Em meio a isso, Roberto vinha tirando a diferença de Alves, dando indícios que a disputa pela vitória seria intensa nos 20 minutos finais, mas Alves acabou escorregando na saída da curva 2. Com isso a liderança caiu no colo do piloto da Sinister.
Com a segunda parada dos ponteiros, Roberto manteve a liderança com uma boa vantagem sobre Alves e rumou a vitória. Mas a corrida não estava fadada a tranquilidade. Barbosa, com um bom desempenho no final da etapa, passou Said na Reta Oposta restando pouco mais de 10 minutos para o fim e partiu em busca da última vaga no pódio que estava com Marchon, depois uma prova discreta mas eficiente. O piloto da Marsch se aproximou restando 2 minutos para o encerramento da prova e tentou a manobra na entrada da Casio Triangle. Marchon se defende mas acaba saindo mal da chicane. Barbosa então mergulha e os pilotos abrem a penúltima volta lado a lado. O piloto da Laranja Mecânica mantém a linha de dentro e assume o terceiro lugar na curva 1. Mas a disputa não estava terminada; Barbosa passa do ponto na curva 7, permitindo a reação de Marchon. Novamente na Casio Triangle, Barbosa fez a manobra, desta vez indo por fora. Os pilotos andaram próximos a volta final toda e na já citada chicane, o piloto da Marsch fez bonito ao andar de lado defendendo-se dos ataques do adversário da Sinister.
Na coletiva, Barbosa destacou a corrida cansativa, por conta de estar envolvido em disputas o tempo todo. O piloto destacou ainda a disputa eletrizante com Marchon no final e também que o primeiro pit demorou mais do que o previsto. Alves também destacou o bom resultado, após uma sequência negativa. “O erro me tirou da disputa”, finalizou o piloto da Snow Schatten. Já Roberto disse que esta é uma corrida que entrou para a história pessoal e que contrariando o costume, o piloto comemorou muito. “Não imaginava que o carro fumaria, nos treinos não tive problema. Desanimei um pouco, mas mantive o foco” disse o piloto da Sinister que caminha a passos largos rumo ao título.
Os pilotos já treinam para o próximo desafio. A “montanha russa” de Austin aguarda os pilotos para a reta final do campeonato. Quem para Anderson Roberto? A resposta nesta sexta, as 22:00, ao vivo pelo Portal XTR.]

Texto: Vinicius Vianna

Créditos de Imagem: Sinister Race Team

Confira o VT

Resultado da Etapa

Classificação no Link

Suzuka:RACE

Pos Driver Team Car Class Time Gap Laps Points Race%
1 Anderson Roberto Sinister Race Team Formula N2 Formula N2 50:45.487 -:–.— 030 63 100
2 Erick Alves Snow Schatten Racing Team Formula N2 Formula N2 50:47.086 0:01.598 030 55 100
3 Renan Barbosa Marsch Team Formula N2 Formula N2 51:14.245 0:28.757 030 47 100
4 Nathan Marchon Sinister Race Team Formula N2 Formula N2 51:14.350 0:28.862 030 42 100
5 Diego Said Black Wings RT Formula N2 Formula N2 51:48.362 1:02.875 030 38 100
6 Rafael Cruz Marsch Team Formula N2 Formula N2 51:49.225 1:03.737 030 35 100
7 Filipe Campos Shadow Racing Formula N2 Formula N2 51:59.271 1:13.784 030 32 100
8 Eduardo Segabinassi Hattrick Formula N2 Formula N2 52:08.681 1:23.194 030 29 100
9 Rogerio Ribeiro 0km Racing Formula N2 Formula N2 51:02.877 + 1 Laps 029 26 97
10 Rafael Santucci Scuderia Maserati Formula N2 Formula N2 51:17.916 + 1 Laps 029 23 97
11 Gonzalo Aiello Snow Schatten Racing Team Formula N2 Formula N2 51:22.785 + 1 Laps 029 20 97
12 Fabio Vasconcelos Dark Shadow Formula N2 Formula N2 51:59.910 + 1 Laps 029 17 97
13 Elisa Arizono Scuderia Maserati Formula N2 Formula N2 51:37.955 + 3 Laps 027 14 90
14 Rafael Sousa Hattrick Formula N2 Formula N2 Engine + 5 Laps 025 9 83
15 Eduardo Marques Shadow Racing Formula N2 Formula N2 DNF + 10 Laps 020 6 67
16 Leko Thayer Hattrick Formula N2 Formula N2 DNF + 14 Laps 016 5 53
17 Armando Gones Snow Schatten Racing Team Formula N2 Formula N2 Engine + 16 Laps 014 0 47
18 Rui SERRAO – FlinsTone 0km Racing Formula N2 Formula N2 DNF + 21 Laps 009 0 30
19 Helber Santos Sinister Absolut Formula N2 Formula N2 DNF + 26 Laps 004 0 13
20 Ricardo Cabrera Condotta 0km Racing Formula N2 Formula N2 Suspension + 28 Laps 002 0 7

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: