Skip to content

Toca pro Posto Ipiranga…


Gean Celso faz as pazes com a vitória em Sepang; Silveira é segundo e mesmo sem gasolina, Carvalho fecha o pódio.


Em um simulador com clima randômico, correndo na Malásia, é sempre esperar por chuva, correto? Talvez sim em 99% dos casos. Mas eis que a 7º etapa da NeoBR Formula 2 resolveu se encaixar neste mísero 1%. Se a chuva, variável aguardada e temida por todos não apareceu, quem deu as caras foi a gasolina, ou melhor, a falta dela. Quem não teve problemas com os preciosos hidrocarbonetos foi Gean Celso (Sinister) que depois de vencer a etapa inaugural, vinha num jejum até a etapa corrente. Em segundo, mostrando a força da equipe, Romulo Silveira (Sinister Absolut) e fechando o pódio, Tiago Carvalho (Firehorse) que arrastou seu bólido até a linha de chegada.
As nuvens rondavam os 5.543m do traçado malaio. Mas a temida chuva não apareceu, dando a classificação a tradicional emoção nas voltas finais graças ao emborrachamento da pista. Silveira foi o primeiro a figurar na ponta, logo aos 2 minutos. Carvalho então roubou a 1º colocação a 6 minutos do encerramento. Quando tudo parecia resolvido, com os cronômetros zerados, Silveira assumiu a 1º colocação, mas pouco comemorou pois Henrique Mandzuic (4Brothers) tomou-lhe a posição de honra. Ao final, a disposição para a largada era esta: Henrique Mandzuic, Romulo Silveira, Tiago Carvalho, Fernando Falcão (4Brothers), Gean Celso, Adriano Freitas (Sinister Absolut), Rodrigo Lauritto (Firehorse), João Gabriel (Snow Schatten), Antenor Junior (Shadow), Yuri Berri (Sem Equipe), Pedro Delgado (Snow Schatten), Igor César (Shadow), Márcio Abduch (eXtreme Unicef), Diego Jacometti (Sinister Absolut), Fábio Muniz (Marsch) e Armando Goñes (Snow Schatten) que não fizera classificação.
Na largada, Silveira traciona melhor e pula a frente de Mandziuc na Curva 1. O piloto da 4Brothers ainda é forçado a frear e acaba sendo ultrapassado também por Carvalho. Freitas acaba sendo tocado por Júnior na Curva 4 e roda, caindo para ultimo enquanto Mandziuc reassume a 2º colocação. Outro destaque da largada é Gabriel, que pula de 8º para 4º. Na segunda volta Falcão, um dos estreantes da noite supera Gabriel na Curva 4. O piloto da 4Brothers deixa o carro espalhar e Gabriel acaba tocando a grama e perdendo velocidade. Celso agradece e assume a 5º colocação. Se uma 4Brothers subia, a outra despencava vertiginosamente. Mandziuc acaba errando sozinho na Curva 7 e caindo para 12º colocação. Se um cai, outros dois pilotos mostram força na escalada. Muniz era 7º depois de largar em 15º e Goñes 8º, saindo de 16º.
A disputa entre os alpinistas aconteceu na volta 4, passados pouco mais de 5 minutos do início. Goñes tentou a manobra na Curva 1, mas o piloto da Marsch se defendeu bem e saíram lado a lado na Curva 2. O piloto da Snow Schatten traciona melhor e assume a 7º colocação. Muniz ainda foi superado por Júnior na volta seguinte, mas desta vez na curva 4. O piloto da Laranja Mecânica estava no alvo de todos, e Mandziuc vindo em recuperação, colocou o bólido da 4Brothers pela parte de dentro da Curva 15. Tentando se defender, Muniz acaba tocando o adversário e rodando, caindo para a 12º colocação.
O primeiro abandono da etapa foi de César, passados pouco mais de 10 minutos do início, devido a conexão. Silveira vinha tranquilo pela liderança quando rodou sozinho na Curva 14 caindo para a 3º posição e deixando a liderança com Carvalho a 35 minutos para o fim. As paradas de box começaram com Falcão, na volta 13. Antes disso, Muniz, também por conexão, abandona a etapa. Silveira vinha tentando andar forte antes da parada e acabou escapando na saída da Curva 11 e foi superado por Gabriel, que assume a 3º colocação. Na mesma volta (12), Celso faz sua parada nos boxes e volta na 6º colocação. Próximo a metade da etapa, Silveira mantinha o bom ritmo e vinha pra cima de Gabriel. A manobra não demorou e foi realizada da Curva 1. Goñes que seguia a escalada, também superou o companheiro e assumiu a 3º colocação. Mais à frente, Carvalho parava nos boxes e voltara em 4º. Sabendo que não tinha tempo a perder, o piloto da Firehorse investiu contra Gabriel, que até o momento não trocara os pneus. A diferença era tanta que, na volta 15, o piloto da Firehorse fez a manobra por fora na Curva 5. Celso sabia que tinha que se manter próximo de Carvalho e superou Mandzuic, que também não parara, na Curva 4.
A diferença gritante dos compostos mais novos para os mais desgastados propiciou um festival de ultrapassagens durante os 20 minutos finais da corrida. Na volta 17, Celso assumiu a 3º colocação ao superar Gabriel na Curva 1. No mesmo ponto, Falcão supera a outra Snow Schatten, de Delgado, assumindo a 6º posição. Por fim Goñes, que parara na volta anterior, supera Delgado na Reta Oposta e figura entre os 7 primeiros. Mais a frente, restando pouco mais de 15 minutos para o encerramento Carvalho, em ótimo ritmo assume a liderança ultrapassando Silveira na Curva 15. No duelo dos “sem-pneus” Mandziuc pressionava Gabriel em busca da 4º colocação. O piloto da 4Brothers investiu contra o adversário durante uma volta toda, e conseguiu a posição na volta 21 executando a manobra na Curva 4, mas pouco pode comemorar. O piloto escapou na curva 9, já sofrendo por conta dos pneus e caiu para 6º.
Em um novo encontro de ambos, quem se deu bem foi Goñes. A menos de 10 minutos para o encerramento, Goñes superou ambos na saída da curva 4. Mandziuc escorregou para a esquerda e Gabriel para a direita. Coube a Goñes ser o Moisés da etapa, nas palavras do narrador Jesias Meira, e passar por ambos. A prova parecia decorrer para um encerramento normal, mas o abandono de Falcão trouxe dúvidas. O abandono do piloto da 4Brothers se deu por falta de combustível, como apurado pelo comentarista Breno Augusto. Carvalho, que vinha para conquistar a primeira vitória no campeonato começou a ficar lento no setor final. Celso o superou na Curva 13 e Silveira na Reta Oposta. O motivo: a falta de combustível também afetara o piloto da Firehorse, então líder do campeonato. Mesmo se arrastando o piloto conseguiu a vaga no pódio. Revés pior foi o de Goñes, que após fazer uma brilhante prova de recuperação, caiu de 4º para 9º na reta final, também for falta de combustível. Celso também enfrentou pane seca, mas já cruzara e vencera a etapa.
Já na coletiva, Carvalho estava desapontado e disse que foi realmente uma pena. “Tive uma ótima prova, ritmo bem constante. (…) Tinha calculado uma volta a menos e tive que tirar bem o pé na última para completar”, disse o piloto da Firehorse. Silveira também lamentou, embora estivesse feliz com o 2º lugar: “Era uma corrida para vencer, mas 2 erros me comprometeram (…) no final, deu tudo certo.”. Já Celso, feliz com o ótimo resultado disse que depois da segunda parada, veio pressionando Carvalho para que o piloto não aliviasse e abrisse mais uma volta. “Ainda tinha reservas, por ter economizado no início”, finalizou o piloto da Sinister.
Os pilotos já pensam agora no ultimo desafio europeu da temporada. Hockenheimring espera os pilotos dos pequenos bólidos em mais uma etapa de tirar o fôlego em um campeonato que deve ser decidido somente no Bahrein. Vai perder essa? Ao vivo, dia 22/09, as 22:00, pela TV NeoBR.

Sepang:RACE

Pos Driver Team Car Class Time Gap Laps Points Race%
1 Gean Celso Sinister Race Team NeoBR Formula2 2012 NeoBR Formula2 2012 51:41.339 -:–.— 028 62 100
2 Romulo Silveira Sinister Absolut NeoBR Formula2 2012 NeoBR Formula2 2012 51:43.752 0:02.414 028 54 100
3 Tiago Carvalho FireHorse Racing NeoBR Formula2 2012 NeoBR Formula2 2012 51:44.839 0:03.500 028 48 100
4 Marcio Abduch eXtreme Unicef Formula2 2012 Formula2 2012 52:20.001 0:38.662 028 42 100
5 Joao Gabriel Snow Schatten Racing Team NeoBR Formula2 2012 NeoBR Formula2 2012 52:22.164 0:40.825 028 38 100
6 Adriano Freitas Sinister Absolut NeoBR Formula2 2012 NeoBR Formula2 2012 52:22.363 0:41.023 028 35 100
7 Pedro Delgado Snow Schatten Racing Team NeoBR Formula2 2012 NeoBR Formula2 2012 52:25.018 0:43.679 028 32 100
8 Rodrigo Laurito FireHorse Racing NeoBR Formula2 2012 NeoBR Formula2 2012 52:26.828 0:45.489 028 29 100
9 Armando Gones Snow Schatten Racing Team NeoBR Formula2 2012 NeoBR Formula2 2012 52:32.228 0:50.889 028 26 100
10 Henrique Mandziuc Henri 4Brothers Formula2 2012 Formula2 2012 52:33.479 0:52.141 028 23 100
11 Canta Galo Sem Equipe Formula2 2012 Formula2 2012 DNF + 2 Laps 026 18 93
12 Diego Jacometti Sinister Race Team NeoBR Formula2 2012 NeoBR Formula2 2012 Engine + 3 Laps 025 15 89
13 Fernando Falcao 4Brothers Formula2 2012 Formula2 2012 Fuel + 6 Laps 022 13 79
14 Antenor Junior Shadow Racing Formula2 2012 Formula2 2012 DNF + 8 Laps 020 9 71
15 fabio muniz Marsch Team NeoBR Formula2 2012 NeoBR Formula2 2012 DNF + 19 Laps 009 0 32
16 Igor Cesar Shadow Racing Formula2 2012 Formula2 2012 DNF + 24 Laps 004 0 14

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: