Skip to content

4 etapas, 4 vencedores… F1 2012?


Durães vence primeira etapa na temporada. Bryan marca pole, mas termina em segundo e Rhanan Gomes aparace pela primeira vez no pódio.

A temporada de 2012 da Formula 1 ficou marcada por ter nada menos que 6 vencedores nas 6 primeiras etapas do ano. Talvez embalada pelo MOD utilizado, a FN1 da NeoBR parece querer igualar os mesmos números. Na quarta etapa, realizada em Yas Marina, a vitória ficou com Ricardo Durães (Shadow). O atual campeão assumiu a ponta nos primeiros minutos da prova e se manteve firme na dianteira. Lucas Alves (Snow Schatten) voltou ao pódio apos a vitória em Silverstone (Posição alterada depois de análise de protestos), etapa inaugural do campeonato. Bryan Halmenschlager (Storm Shadow) vinha se mantendo pela segunda colocação até alguns minutos para o fim da prova, quando um incidente envolvendo Breno Augusto (Marsch), fez com que o piloto cedesse a posição.

Uma pista onde ultrapassar é manobra quase impossível. Não estamos falando de pistas antigas e estreitas, mas sim de um dos autódromos mais modernos, amplos e altamente seguros. Yas Marina é uma etapa sempre tediosa no automobilismo real. Mas quando se trata do virtual a pista propicia boas corridas, sempre com ultrapassagens. Mesmo assim o Q1 foi muito disputado pelos pilotos. Durães cravou o melhor tempo na metade do treino e logo foi superado por Alves, restando 2 minutos para o encerramento. O piloto da Shadow retornou a pista e cravou o melhor tempo, com os cronômetros zerados. Passaram para o Q2: Durães, Alves, Bryan, Giro (Snow Schatten), Riffel (0km), Gomes (Marsch), Reynaud (Shadow), Henrique (Storm Shadow), Abduch (eXtreme Unicef) e Leonardo (Snow Schatten).

Com o início do Q2 os pilotos foram em busca de melhores tempos. Durães foi o primeiro a figurar na pole, fazendo o melhor tempo com 4 minutos. O tempo só foi quebrado a 3 minutos do fim por Riffel, mas o piloto da 0km mal pode comemorar. No minuto seguinte, o atual campeão mostrou força e retomou a posição de honra. A festa mudou de box novamente, mas permaneceu “em casa”. Bryan assumira a liderança segundos depois de Durães marcar seu tempo. O piloto da Storm Shadow ainda teve tempo de uma nova volta e melhorou ainda mais seu tempo.
Com o termino da classificação, a situação era a seguinte: Bryan Halmenschlager, Ricardo Durães, Marcos Riffel, Lucas Alves, Felipe Giro, Rhanan Gomes, Carlos Reynaud, Luiz Henrique, Marcio Abduch, Leonardo de Souza, Vinicius Vianna (Scuderia Maserati), Pedro França (0km), Leonardo Imolesi (Kemba), Neto Vidal (Nordesteam 100Limite), Igor César (Shadow), Felipe Oliveira (Sinister), Walter Borges (Storm Shadow), Rafael Santucci (Scuderia Maserati), Rodrigo Matos (Sinister), Wagner Vezzali (eXtreme Unicef), Breno Augusto, Marcelo Cosme (Pitbull), Cassio Sauer (0km), Marcelo Fongaro (Pitbull) e Wallace Darienço (Schnell).

Na largada, Bryan mantém a dianteira enquanto Riffel perde várias posições; Igor tem problemas na Curva 1 e cai para ultimo. Com uma primeira volta tranquila, as disputas se acentuaram. Imolesi tentou a manobra pra cima de Reynaud na Curva 11, mas acabou escorregando e perdendo o posto para o piloto da Shadow. Com menos de 10 minutos a corrida registrava 3 abandonos. Riffel que enfrentou problemas de conexão desde o início da etapa sucumbiu minutos depois da largada. Oliveira também abandonou nos instantes iniciais e Vianna destracionou na saída da Curva 9, bateu e deixou a prova.

Os 4 primeiros vinham em um ritmo forte e andavam muito proximos. Durães tentou superar Bryan na Curva 1, mas o piloto da Storm Shadow resistiu. Na Curva 14, nova investida e desta vez um toque ente os pilotos fez com que Bryan fosse para a área de escape o suficiente para que Durães fizesse a manobra de ultrapassagem. Alves aproveitou e também superou o piloto da Storm Shadow e com mais ação partiu para cima do novo líder. Na Curva 17, uma freada forte fez com que Alves perdesse o carro e rodasse. Bryan desviou a tempo, mas Giro acabou colidindo com o companheiro e perdeu a asa dianteira. Igor seguia sua escalada no pelotão e superou Borges na Curva 5. O piloto ainda tentou ganhar a posição de Vezzali, mas o piloto da equipe esmeraldina se manteve à frente.

Com o pit-stop forçado por conta da asa dianteira, Giro também vinha em corrida de recuperação e superou Borges na Curva 5 com pouco menos de 15 minutos do inicio da corrida, assumindo a 13º colocação. A frente, Igor seguia investindo contra Vezzali, que mantinha a 11º posto. A prova foi marcada pelo alto consumo dos compostos e com isso, as mais distintas estratégias proporcionaram ainda mais movimentação na etapa. Enquanto Henrique superava Sauer por fora na Curva 8 assumindo a 12º colocação, metros à frente Giro assumia a nona, passando Vezzali por fora na Curva 11.

Passados pouco mais de 20 minutos de corrida, Bryan vinha na 4ºcolocação, pressionando Alves. O piloto usou todo o vácuo proporcionado na mais longa reta do circuito e superou o piloto da equipe tricolor na freada da Curva 8. Alves tentou o troco na Curva 11, mas Bryan novamente fez boa defesa. Quem também fazia boas defesas era Borges, a bordo da outra Storm Shadow. O piloto segurou o ataque de Matos na Curva 8. Mas o piloto da Sinister não se abateu e fez nova investida na Curva 11, onde conseguiu a manobra por fora, assumindo a 10º colocação próximo a metade da etapa.

A corrida seguia com movimentação em todos os pelotões: Imolesi e Reynaud disputaram a 5º colocação na Volta 20. Depois de dividirem as Curvas 8 e 9, o piloto da Shadow acabou passando do ponto na Curva 17 e cedendo passagem ao adversário da Kemba. Mas nenhuma volta foi tão decisiva quanto a 26. Alves e Bryan vinham andando próximos. Na Curva 7, Augusto, que vinha a frente dos 2 pilotos acabou perdendo o carro. Bryan mostrou reflexo apurado ao desviar da “Laranja Mecânica” pela área de escape. Alves aproveitou a situação e passou o adversário. Bryan novamente usou o vácuo proporcionado pela longa reta, trouxe pela linha de dentro, mas Alves fechou a porta. O piloto da Storm Shadow tentou pelo caminho menos convencional: por fora. Na freada, os pilotos se tocam e Bryan supera Alves, mas usando a área de escape. O piloto devolveu a posição, mas continuou próximo a Alves, na tentativa de assumir a segunda colocação.
Com o fim da prova se aproximando, Matos acabou errando na saída da Curva 13, já por conta dos freios. O movimento foi aproveitado por Igor que se aproximou. Matos escorregou novamente, desta vez na Curva 17 e por fora, Igor entrou no top10 superando o piloto da Sinister na Curva 18. A frente, Alves e Bryan seguiam lutando, mas com Gomes, que vinha pela 4º colocação, se aproximando perigosamente. Na última volta Alves escorrega na Curva 7 e novamente Bryan desvia, mas não traciona tão bem. Gomes usa do vácuo, tenta por fora na Curva 8, mas o piloto da Storm Shadow se defende bem. O piloto da Marsch ainda faria uma nova tentativa na Curva 11, mas novamente sem sucesso. Enquanto isso Durães cruzou tranquilamente a linha de chegada na primeira colocação.

Na coletiva, Bryan, feliz com a 3ºcolocação, se disse surpreso com a pole e confessou que pediu para que Durães abrisse mais uma volta antes do zerar do cronômetro para tentar assumir a posição de Alves. O piloto ainda comentou do incidente em que Alves tomou-lhe a segunda colocação e disse que o piloto soube aproveitar o momento. Já Alves agradeceu a “ajuda” de Augusto. “Breno facilitou muito”. O piloto ainda comentou do incidente com o companheiro Giro no inicio da prova: “Tive danos, mas não reparei para não perder tempo”, finalizou o piloto da Snow Schatten. Já Durães confessou que se assustou por não ter treinado com a pista mais escura, devido ao horário da etapa. O piloto concluiu dizendo que foi necessária muita concentração para não errar devido a condição adversa da pista.

Se em uma pista insossa, os pilotos da FN1 já fizeram valer o ingresso, o que esperar em Spa-Francorchamps, próxima etapa do campeonato? Um 5º vencedor distinto? Muitas disputas pelos 7km do autódromo belga? Em um dos mais equilibrados campeonatos da categoria, a única certeza é que, Domingo, dia 17/08, as 20:00 ao vivo pelo Portal XTR, o show estará garantido!

Resultado da Etapa

Abu Dhabi:RACE

Pos Driver Team Car Class Time Gap Laps Points Race%
1 Ricardo Duraes Shadow Racing FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:37.392 -:–.— 036 64 100
2 Bryan Halmenschlager Storm Shadow FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:57.928 0:20.536 036 54 100
3 Rhanan Gomes Marsch Team FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:58.640 0:21.246 036 47 100
4 Lucas Alves Snow Schatten Racing Team FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:02:16.536 0:39.143 036 42 100
5 Felipe Giro Snow Schatten Racing Team FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:02:19.720 0:42.326 036 38 100
6 Leonardo Imolesi Virtual Fuel Experencie FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:02:27.094 0:49.701 036 35 100
7 Leonardo de Souza Snow Schatten Racing Team FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:02:28.954 0:51.561 036 32 100
8 Carlos Reynaud Shadow Racing FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:02:29.796 0:52.404 036 29 100
9 Marcio Abduch eXtreme Unicef FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:02:45.811 1:08.418 036 26 100
10 Igor Cesar Shadow Racing FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:03:11.470 1:34.076 036 23 100
11 Walter Borges Storm Shadow FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:47.266 + 1 Laps 035 20 97
12 Wagner Vezzali eXtreme Unicef FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:54.241 + 1 Laps 035 17 97
13 Marcelo Cosme Pittbull Racing FN1 T1 2014 FN1 T1 2014 01:02:55.847 + 1 Laps 035 14 97
14 Breno Augusto Marsch Team FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:46.088 + 2 Laps 034 11 94
15 Rafael Santucci Scuderia Maserati FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:02:01.397 + 2 Laps 034 8 94
16 Cassio Sauer 0km Racing FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 Fuel + 3 Laps 033 5 92
17 Neto Vidal NordesTeam100Limites FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:02:00.273 + 3 Laps 033 6 92
18 Wallace Darienco Virtual Fuel Experencie FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:03:21.568 + 4 Laps 032 5 89
19 Rodrigo Matos Sinister Race Team FN1 T1 2014 FN1 T1 2014 Brakes + 5 Laps 031 2 86
20 Luiz Henrique Storm Shadow FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 Suspension + 14 Laps 022 1 61
21 Marcelo Fongaro Pittbull Racing FN1 T1 2014 FN1 T1 2014 DNF + 16 Laps 020 0 56
22 Felipe Oliveira Sinister Race Team FN1 T1 2014 FN1 T1 2014 DNF + 33 Laps 003 0 8
23 Vinicius Vianna Scuderia Maserati FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 Accident + 35 Laps 001 0 3
24 Marcos Riffel 0km Racing FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 DNF + 36 Laps 000 0

Veja a classificação pelo link

 

Penalizações

1.9 Conduzir de forma incorreta e perigosa: acréscimo de 20 segundos no tempo final de prova;

1.9.4 Alterar o traçado por mais de uma oportunidade durante disputa de posição;

Lucas Alves volta 27

Acúmulo de pontos na carteira na categoria

FN1  Seg
Marcos Riffel 25
Lucas Alves 70
Leonardo Imolesi 20
Bryan Halmenschlager 5

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: