Skip to content

Spa chama pra dançar!


Wendel Parra vence e afasta o azar, Sene é segundo e mais líder do que nunca e Santos após largar da última posição completa o pódio

Dançar!

Dançar pode ser traduzido como a expressão corporal ritmada, embalada por ritmos, música ou simplesmente por um desejo incontido de se movimentar. A dança aparece como uma metáfora em Spa, para explicar o ritmo mais constante, mais acertado, sem “tropeços”, sem escorregadas, sem erros, entendendo o ritmado barulho das gotas de chuva em combinação com o motor dos carros. Quem dança melhor conforme a música se destaca, e no caso da EGT, no simulador rFacto2 se consagra,

Depois do final da corrida em Nurburgring, quando choveu e transformou o resultado da etapa em uma caixa de surpresa, muitos pilotos estavam fazendo suas preces para que os guardiões das portas das nuvens estivessem bem atentos, para que não chovesse em Spa. Pois bem, de nada adiantou rezar, ou torcer, a chuva apareceu novamente e com ela a habitual dança das cadeiras de trocas de posições.

Mas nem todos reclamaram ou acharam ruim essa condição, Pedro Delgado, um exímio “dançarino”, por exemplo, já mostrou que tem um grande poder de adaptação, e sempre torce por um tempero a mais nas corridas, Parra e Sene também não tem do que reclamar. Parra foi soberano, Alexandre Sene largou em uma longínqua sexta posição, considerando o grid pequeno para a noite e mesmo assim conduziu de forma primorosa seu bólido até o pódio sendo o único a ameaçar Parra durante a corrida.

Antes na qualy a pista estava apenas úmida, a chuva não apareceu com intensidade e o que se viu foi uma correria em busca do melhor tempo, a cada volta o tempo baixava e a expectativa aumentava, Parra já tinha concluído sua passagem mas ficou atento em Gean Celso e Tiago Silveira que ainda permaneciam em pista para tentar tomar sua pole postion, mas com a pressão e a tentativa os pilotos não melhoraram seus tempos suficientemente para retirar a primeira posição de Parra, que novamente saia na primeira posição.

Confira o resultado do período classificatório

Pos Driver Team Car Class Time Gap Laps Points
1 Wendel Giuliano Parra Malt90 Racing Arthur Merlin EGT 2:19.300 -:–.— 006 1
2 Gean Celso Sinister Arthur Merlin EGT 2:19.978 0:00.678 006 0
3 Fabricio Matheussi FireHorse Racing Darche_EGT EGT 2:21.950 0:02.650 004 0
4 Tiago Silveira Alliance Sky Racing Corvette C6r ZR1 2013 EGT 2:21.954 0:02.654 005 0
5 Fernando Santi FireHorse Racing Darche_EGT EGT 2:21.963 0:02.663 006 0
6 Alexandre Sene Sinister Arthur Merlin EGT 2:22.656 0:03.355 003 0
7 Fabio Andreaza Mig Motorsport FerruccioEGT EGT 2:25.659 0:06.359 005 0
8 Pedro Delgado Snow Schatten Racing Team Darche_EGT EGT 2:25.778 0:06.478 003 0
9 Valter Siqueira Unl1mited Motorsport FerruccioEGT EGT 2:27.568 0:08.267 004 0

 

Na largada depois de uma primeira passada na Eau Rouge tranquila porém tensa, Pedro Delgado acaba sendo a primeira vítima da noite, Andreazza com problemas no equipamento perde o controle do carro e acaba acertando o piloto da Snow, na Les Combes, para o dançarino Pedro Delgado ali começava uma prova complicada.

Mais a frente Oswaldo Aranha sentia os sapatos frouxos e acabou deslizando na curva 11. Valter também encontrou problemas enquanto um grupo de cinco pilotos brigavam pela segunda posição tentando tomá-la e Gean Celso.

Alguns erros mais tarde, quem se adaptou melhor ao clima, e a “ensaboada” pista Belga começou a se destacar. Alexandre Santos mostrou todo o “gingado”, e assumiu a segunda posição, trabalhando em prol da equipe o objetivo era permanecer na frente de Sene, tudo muito bem, até Spa chamar pra dançar na Eau Rouge, Santos virou passageiro e Sene assumiu a segunda posição de onde não saiu mais.

Destaque também para a prova de Valter Siqueira que completou a primeira pela Unl1m1ted Alpha, sob condições extremas, e principalmente para a briga interna dentro da FireHorse, Santi (2º), Matheussi (3º) e Santos (4º)estão separados apenas por 7 pontos no campeonato. Tiago Silveira também fez também boa prova, colocando o Corvette no pódio até seu abandono por falta de combustível, em um drama todo particular o piloto acabou ficando a poucos metros da linha de entrada dos pits.

Resultado da Etapa

Classificação no Link

Pos Driver Team Car Class Time Gap Laps Points Race%
1 Wendel Giuliano Parra Malt90 Racing Arthur Merlin EGT 01:00:30.648 -:–.— 023 63 100
2 Alexandre Sene Sinister Arthur Merlin EGT 01:00:59.146 0:28.498 023 55 100
3 Alexandre Santos FireHorse Racing Darche_EGT EGT 01:01:19.863 0:49.213 023 47 100
4 Fernando Santi FireHorse Racing Darche_EGT EGT 01:02:25.048 1:54.399 023 42 100
5 Gean Celso Sinister Arthur Merlin EGT 01:01:15.540 + 1 Laps 022 38 96
6 Fabricio Matheussi FireHorse Racing Darche_EGT EGT 01:02:18.106 + 1 Laps 022 35 96
7 Valter Siqueira Unl1mited Motorsport FerruccioEGT EGT 01:01:54.097 + 2 Laps 021 32 91
8 Tiago Silveira Alliance Sky Racing Corvette C6r ZR1 2013 EGT Fuel + 10 Laps 013 27 57
9 Oswaldo Aranha Filho Unl1mited Motorsport FerruccioEGT EGT Accident + 19 Laps 004 0 17
10 Pedro Delgado Snow Schatten Racing Team Darche_EGT EGT Suspension + 20 Laps 003 0 13
11 Fabio Andreaza Mig Motorsport FerruccioEGT EGT Suspension + 22 Laps 001 0 4

 

Confira o VT

Galeria By Alexandre Sene

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: