Skip to content

“Girando” Conforme a Musica


Felipe Giro vence etapa, após queda antes da largada no GP anterior; Durães luta, mas termina em segundo; Riffel se inspira em Hamilton e fecha pódio.


Marcar a pole em uma categoria que reúne alguns dos melhores nomes do AV nacional. Superar até mesmo o atual campeão, que reinou absoluto na temporada passada. E segundos antes da largada ser traído pela internet. Com certeza é motivo de ira e decepção. Mas o que fazer depois de tudo isso? Repetir a dose 15 dias depois! Foi o que fez Felipe Giro (Snow Schatten) na terceira etapa da Formula N1. Em Hungaroring o piloto cravou pole, venceu praticamente de ponta a ponta e só não levou a volta mais rápida pois Ricardo Durães (Shadow), segundo colocado, lhe tomou a poucos minutos do fim. O piloto da Shadow, aliás não deu sossego para o adversário estando sempre próximo do adversário. Fechou o pódio Marcos Riffel (0km), que se inspirou em Lewis Hamilton, vindo da 17º colocação ao pódio.

Uma das mais monótonas corridas da F1 se dá em Hungaroring. O kartódromo húngaro, bem observado pelo narrador Bruno Mali, não conta com pontos de ultrapassagens bem definidos e claros. A cansativa sequência de direita/esquerda no segundo setor, aliada a “curvas de raios longos que antecedem a reta principal não propiciam a aproximação correta para a ultrapassagem”, finalizou o comentarista Jesias Meira. Sendo assim, a classificação leva as vezes da emoção, pois uma boa posição de largada quase sempre é decisiva. Assim sendo, os 23 pilotos partiram para o Q2 buscando os 10 melhores tempos. Giro cravou o melhor tempo a 4 minutos do fim e foi superado por Durães no minuto seguinte. O piloto da Shadow ainda melhorou na sua última tentativa. Os 10 que avançaram para o Q1 foram Durães, Giro, Igor (Shadow), Alves (Snow Schatten), Gomes (Marsch), Leonardo (Snow Schatten), Bryan (Storm Shadow), Abduch (eXtreme Unicef), Reynaud (Shadow) e Becker (Marsch).

No Q1, Giro cravou o melhor tempo do fim de semana a 5 minutos do fim. Durães tentou superar o adversário, mas ficou a 0.058s do piloto da Snow Schatten. O grid ficou da seguinte forma: Felipe Giro, Ricardo Durães, Bryan Halmenschlager, Igor César, Carlos Reynaud, Leonardo de Souza, Rhanan Gomes, Lucas Alves*, Marcio Abduch, Marcelo Becker, Pedro França (0km), Breno Augusto (Marsch), Leonardo Imolesi (Schnell), Marcelo Cosme (Pitbull), Wagner Vezzali (eXtreme Unicef), Vinicius Vianna (Scuderia Maserati), Marcos Riffel, Rafael Santucci (Scuderia Maserati), Walter Borges (Storm Shadow), Wallace Darienço (Schnell), Cassio Sauer (0km), Marcelo Fongaro (Pitbull) e Neto Vidal (Nordesteam 100Limite).
Na largada, Giro se mantem a frente. Os pilotos usam a primeira volta para estudar uns aos outros, com exceção de Riffel que fecha a primeira volta na 12º colocação. Alves também foi exceção a regra e na abertura da volta 2, supera Bryan na Curva 1. Reynaud também angaria novas colocações, passando Leonardo na Curva 12. Mas o piloto da Shadow passa do ponto na Curva 4 e Leonardo retoma a posição. Imolesi também conquista mais uma colocação, ao superar Abduch na freada para a Curva 6. Riffel seguia o ímpeto por novas colocações e assumiu a 8º ao superar Reynaud na Curva 2, pouco mais de 10 minutos após o início da corrida.

Se alguns forçavam a ultrapassagem, outros se beneficiavam de erros. Augusto e Imolesi superaram França após o piloto da 0km ser tocado por Imolesi na entrada para a Curva 6. Mas Augusto não comemorou por muito tempo, pois escorregou na saída da Curva 12 e bateu no muro perdendo a asa. Na mesma curva, segundos depois, Borges não teve a mesma sorte que o piloto da Marsch. Com uma escapada mais forte, o piloto da Storm Shadow acabou perdendo parte da suspensão dianteira e foi forçado a abandonar a prova. Com as primeiras paradas iniciando, o trafego na pista ficou mais confuso, com pilotos em condições diferentes dos pneus. Reynaud conseguiu ainda na saída dos boxes ultrapassar Sauer. Minutos depois o piloto figurava em 9º após passar Vezzali na Curva 1. Enquanto isso, Abduch abandonava a prova por problemas em sua conexão.
Riffel começou a sofrer com os pneus desgastados e próximo a metade da prova, o piloto escapou na Curva 9, o que serviu de deixa para Bryan passar o adversário na freada para a Curva 13, assumindo a 4º colocação. Alves, que vinha no encalço do piloto da Storm Shadow não perdeu tempo e superou o adversário da 0km ao final da reta, na Curva 1. Restando 20 minutos para o final da prova, a rodada final de paradas teve início e novamente os confrontos se acirraram. Bryan saiu de sua parada e de cara ficou no meio da disputa pelo 3º posto, que envolvia Leonardo e Riffel. Minutos seguintes, na volta 30, Riffel tentou a manobra por fora sobre o piloto da Snow Schatten na Curva 1, mas Leonardo se manteve à frente. Tracionando melhor na saída, o piloto da 0km se manteve por dentro na curva seguinte e conseguiu a ultrapassagem ficando com a terceira colocação. Bryan tentou também, mas Leonardo se defendeu bem. Alves, que só observava, entrou na briga.

Bryan tentou imitar a manobra de Riffel duas voltas depois. Desta vez o piloto da Snow Schatten foi mais preciso e conseguiu fazer a Curva 2 lado a lado. Bryan ficou por fora na curva seguinte e foi obrigado a espalhar para a área de escape. O piloto fez uma nova tentativa nos minutos finais, mas novamente teve o ímpeto freado pela boa defesa de Leonardo. Com a redução, Bryan passou de caçado a caça; Alves tentou a manobra na Curva 5, mas os pilotos abaram se tocando. O toque parece ter desconcentrado Alves, que escapou segundos depois na entrada da Reta dos Boxes. Houve ainda tempo para uma disputa mais atrás do grid, quando Vidal tentou a ultrapassagem sobre Cosme na Curva 1, mas acabou levando o X do piloto da Pitbull. Com o tempo se esgotando os pilotos se contiveram e trouxeram os carros até a linha de chegada.

Na entrevista, Riffel se mostrou muito contente com a prova, classificando-a como espetacular. O piloto agradeceu França pela ajuda no desenvolvimento do setup. O piloto ainda concluiu que este terceiro lugar era uma vitória, devido as circunstancias. Durães abusou da sinceridade ao falar da pista: “Não gosto desta pista, mas tem que correr”, declarou em meio a risos. Comentando sobre a prova, o manauara lembrou que não teve como atacar Giro logo no início e que, na tentativa de se aproximar, antecipou a última parada, mas acabou preso por alguns retardatários. Já Giro, muito feliz disse: “Foi uma corrida perfeita, uma das mais difíceis que já tive”. O piloto disse que foi um desafio segurar Durães e que depois de bater na trave algumas vezes, finalmente a vitória veio.

A categoria toma rumo ao Oriente Médio, saindo do acanhado Hungaroring para o luxuoso Yas Marina. Em mais uma prova tradicionalmente monótona na F1, os pilotos da Formula N1 com certeza trarão disputas 5 estrelas, tal qual o luxuoso Yas Viceroy. O desafio é ao vivo, 3/8 as 20:00, pelo portal XTR!
*Punição de perda de 5 posições no grid.

Resultado Final da Etapa

Confira no link

Pos Driver Team Car Class Time Gap Laps Points Race%
1 Felipe Giro Snow Schatten Racing Team FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:00:36.736 -:–.— 044 0 100
2 Ricardo Duraes Shadow Racing FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:00:41.105 0:04.369 044 0 100
3 Marcos Riffel 0km Racing FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:23.493 0:46.758 044 0 100
4 Leonardo de Souza Snow Schatten Racing Team FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:25.968 0:49.233 044 0 100
5 Rhanan Gomes Marsch Team FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:26.624 0:49.887 044 0 100
6 Bryan Halmenschlager Storm Shadow FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:31.903 0:55.166 044 0 100
7 Igor Cesar Shadow Racing FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:37.769 1:01.034 044 0 100
8 Carlos Reynaud Shadow Racing FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:44.895 1:08.160 044 0 100
9 Lucas Alves Snow Schatten Racing Team FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:02:03.331 1:26.595 044 0 100
10 Leonardo Imolesi Virtual Fuel Experencie FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:00:55.585 + 1 Laps 043 0 98
11 Rafael Santucci Scuderia Maserati FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:32.399 + 1 Laps 043 0 98
12 Wagner Vezzali eXtreme Unicef FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:41.152 + 1 Laps 043 0 98
13 Cassio Sauer 0km Racing FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:41.327 + 1 Laps 043 0 98
14 Marcelo Becker Marsch Team FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:41.915 + 1 Laps 043 0 98
15 Vinicius Vianna Scuderia Maserati FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:46.156 + 1 Laps 043 0 98
16 Breno Augusto Marsch Team FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:00:49.744 + 2 Laps 042 0 95
17 Marcelo Cosme Pittbull Racing FN1 T1 2014 FN1 T1 2014 01:01:07.813 + 2 Laps 042 0 95
18 Neto Vidal NordesTeam100Limites FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:08.061 + 2 Laps 042 0 95
19 Wallace Darienco Virtual Fuel Experencie FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:08.435 + 3 Laps 041 0 93
20 Pedro Franca 0km Racing FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 01:01:37.646 + 3 Laps 041 0 93
21 Marcelo Fongaro Pittbull Racing FN1 T1 2014 FN1 T1 2014 Suspension + 13 Laps 031 0 70
22 Walter Borges Storm Shadow FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 Accident + 34 Laps 010 0 23
23 Marcio Abduch eXtreme Unicef FN1 T2 2014 FN1 T2 2014 DNF + 34 Laps 010 0

Análise de Protestos

Artigo 1.1 Contato fazendo adversário rodar: acréscimo de 25 segundos no tempo final de prova e perda de 1 a 5 posições no grid de largada da próxima etapa ;

Lucas Alves – volta 38

Artigo 1.6 Cortar linhas dos boxes ( na saída): acréscimo de 5 segundos no tempo final de prova. Os tempos de corte serão somados ao final da prova, considerando a quantidade de vezes que o piloto cortou a linha, totalizando a punição aplicada.

Bryan Halmenschlager – Volta 29

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: