Skip to content

Gentlemen


“Lucas Alves vence primeira prova; Durães chega em segundo; Giro mesmo com pneu furado é terceiro.”

Disputas em pista se resolvem… em pista. Pelo menos foi o que se viu na estreia da Formula N1 em sua segunda temporada no ano corrente. Lucas Alves (Snow Schatten) que fez um excelente final na temporada passada, confirmou a excelente fase e venceu a primeira etapa na terra da Rainha. A vitória não foi nada simples, pois o jovem piloto teve que resistir ao ataque de Ricardo Durães (Shadow) no final da prova. Os pilotos chegaram a ter um toque durante a prova, mas não precisaram recorrer a STJD, nem a advogados milagrosos e se resolveram em pista, como deve ser. Na terceira colocação, Felipe Giro (Snow Schatten) que terminou se arrastando devido a um problema em um dos pneus.

De cara, a estreia da FN1 trouxe uma novidade. Atendendo a pedidos os pilotos, doravante a sessão classificatória se divide em duas etapas. Os primeiros 10 minutos são abertos a todos os competidores. Somente os 10 mais bem classificados passam a segunda etapa, também com duração de 10 minutos. Com isso a briga pela “super-pole” foi intensa e quem conseguiu as desejadas vagas foram: Durães, Giro, Alves, Riffel (0km), Igor (Shadow), Reynaud (Shadow), Abduch (eXtreme Unicef), Bryan (Storm Shadow), Imolesi (Virtual Fuel Experience) e França (0km).

Já no Q2, Alves fez o melhor tempo logo de cara, foi superado por Durães. Giro entrou na disputa ao tomar o lugar de honra a 4 minutos do fim. Alves retornou à pista e novamente tomou a ponta. Durães em sua última tentativa, com os cronômetros já zerados conseguiu se firmar na primeira colocação à apenas 0.021s de Alves. O grid completo ficou da seguinte forma: Ricardo Durães, Lucas Alves, Felipe Giro, Marcos Riffel, Leonardo Imolesi, Carlos Reynaud, Bryan Halmenschlager, Igor César, Marcio Abduch, Pedro França, Wagner Vezzali (eXtreme Unicef), Rhanan Gomes (Marsch), Neto Vidal (Nordesteam 100Limite), Leonardo de Souza (Snow Schatten), Marcelo Becker (Marsch), Breno Augusto (Marsch), Vinicius Vianna (Scuderia Maserati), Rafael Santucci (Scuderia Maserati), Cássio Sauer (0km), Wallace Darienço (Virtual Fuel Experience), Paulo Maeda (eXtreme Unicef) e Rafael Sylva (Nordesteam 100Limite)
Na largada, Durães traciona mal e Alves pula a frente. Bryan tem problemas na Becketts e toca França ficando sem a asa dianteira. O piloto da Storm Shadow abandona a etapa juntamente com Vianna que saiu logo após a Copse. Se na frente Alves disparava, na parte de trás do grid a disputa era por cada centímetro do asfalto inglês. Augusto superou Vezzali na Arena, enquanto Vidal e Santucci passavam Sauer na Luffield e Copse respectivamente. Becker vinha pressionando Imolesi e conseguiu a ultrapassagem na Stowe. Na tentativa de dar o troco, o piloto acabou rodando na Brooklands e perdendo várias posições.

Riffel tentava acompanhar o forte ritmo dos 3 primeiros quando escapou na Arena e caiu para a 9º colocação e iniciou uma corrida de recuperação. Imolesi, aliás, vinha se recuperando e depois de algumas tentativas, superou Santucci na Arena, com pouco mais de 10 minutos de prova. Riffel também tratou de andar rápido e superou Gomes também nas curvas da nova Arena de Silverstone. Um pouco mais a frente Souza vinha pressionando Abduch e tentou a ultrapassagem na freada da Brooklands. Os pilotos foram lado a lado até a Luffield, onde o piloto da equipe esmeraldina conseguiu manter a posição. Os pilotos ainda duelariam novamente num lance que prendeu a atenção de todos que acompanhavam.

Souza seguia mais rápido que Abduch e trouxe consigo Riffel e Gomes. O piloto da Snow Schatten tentou a ultrapassagem por fora na Stowe, mas Abduch novamente se manteve. Os dois pilotos saíram lado a lado e Riffel aproveitou a pequena reta para também ladear o carro. Gomes acompanhava e pode ver os 3 pilotos entrarem dividindo a estreita Vale. Com muito respeito e pericia dos envolvidos, Souza assumiu a 6º posição, deixando Abduch em 7º. Gomes ainda “lucrou” a posição de Riffel que reduziu para que não houvesse nenhum toque. Um lance que deixou o narrador Bruno Mali sem voz e o comentarista Jesias Meira sem ar.

Outra vertente foram as estratégias. Alguns pilotos optaram por duas paradas, outros por apenas uma. Com isso, foi gerado um tumulto natural de pilotos com compostos novos e outros com um desgaste maior, o que deu ainda mais emoção para a prova. Becker, voltando dos boxes passou Darienço na Arena se valendo da condição citada. Enquanto isso Riffel tentava superar Abduch na Stowe, mas acabou escorregando e levando o X. Mas o piloto da 0km não se abalou e ultrapassou o adversário da equipe esmeraldina por fora na Abbey. Riffel ainda teve um novo embate, desta vez com a Shadow de Reynaud. Depois de ser ultrapassado pelo adversário na Brooklands restando pouco mais de 15 minutos, o piloto deu o troco em grande estilo, fazendo a Stowe por fora. Em nova investida de Reynaud novamente na Brooklands, ocorreu um toque entre ambos que fez o piloto da Shadow rodar e o da 0km ir aos boxes reparar danos.
Alves que até então corria solto começou a ver Durães se aproximar por estar com uma condição um pouco melhor dos compostos. A tentativa de ultrapassagem veio na Stowe, que parece ter sido eleita como melhor ponto de ultrapassagem do autódromo. Durães tentou a passagem por fora mas os pilotos acabaram se tocando e mesmo usando parte da área de escape, parte da grama, Durães tomou a dianteira do piloto da Snow Schatten. Mas depois de uma conversa interna na equipe, o piloto devolveu a posição na antiga reta dos boxes. Num ultimo ímpeto, na volta final, Durães novamente tentou na Stowe, desta vez sendo contido pela excelente defesa de Alves. O piloto da Snow Schatten cruzou a linha de chega em primeiro e Durães, mesmo tendo rodado da saída da Vale, chegou em segundo.

Na coletiva, Giro, terceiro colocado, declarou que não tinha muito o que fazer, visto que o ritmo de Durães e Alves era muito forte. Já o piloto da Shadow declarou que saiu com os pneus mais duros para o primeiro stint e que a boa velocidade de reta de Alves dificultou a ultrapassagem. Já Alves declarou que andou o máximo possível depois que viu que a estratégia de Durães era esticar ao máximo o primeiro stint. Sobre o toque, o piloto da Snow Schatten se desculpou com o adversário e declarou que já estava sem pneu naquele momento.

Agitada. Assim pode ser definida a primeira etapa. Os pilotos agora cruzam o Mar do Norte e vão com destino a Alemanha. No famoso circuito de Hockenheimring (sem as enormes retas que deixam saudades em muitos pilotos) a sorte será lançada. Será o fim do atual domínio de Durães? Respostas no próximo Domingo, 6 de Julho, ao vivo pelo Portal XTR.

Texto: Vinicius Vianna

Confira o VT

Classificação

pelo Link

Pos Name Team Points Gap Starts Poles Wins Podiums
1 Lucas Alves Snow Schatten Racing Team 63 0 1 0 1 1
2 Ricardo Duraes Shadow Racing 55 8 1 1 0 1
3 Felipe Giro Snow Schatten Racing Team 47 16 1 0 0 1
4 Igor Cesar Shadow Racing 42 21 1 0 0 0
5 Carlos Reynaud Shadow Racing 38 25 1 0 0 0
6 Rhanan Gomes Marsch Team 35 28 1 0 0 0
7 Leonardo de Souza Snow Schatten Racing Team 32 31 1 0 0 0
8 Marcio Abduch eXtreme Unicef 29 34 1 0 0 0
9 Leonardo Imolesi Virtual Fuel Experencie 26 37 1 0 0 0
10 Breno Augusto Marsch Team 23 40 1 0 0 0
11 Wagner Vezzali eXtreme Unicef 20 43 1 0 0 0
12 Neto Vidal NordesTeam100Limites 17 46 1 0 0 0
13 Marcos Riffel 0km Racing 15 48 1 0 0 0
14 Rafael Santucci Scuderia Maserati 11 52 1 0 0 0
15 Pedro Franca 0km Racing 8 55 1 0 0 0
16 Marcelo Becker Marsch Team 7 56 1 0 0 0
17 Cassio Sauer 0km Racing 6 57 1 0 0 0
18 Wallace Darienco Virtual Fuel Experencie 5 58 1 0 0 0
19 Paulo Maeda eXtreme Unicef 4 59 1 0 0 0
20 Bryan Halmenschlager Storm Shadow 0 63 1 0 0 0
21 Rafael Sylva NordesTeam100Limites 0 63 1 0 0 0
22 Vinicius Vianna Scuderia Maserati 0 63 1 0 0 0
23 Jesias Meira Storm Shadow 0 63 1 0 0 0
24 XTR – Bruno Mali Modelo – Mclaren 0 63 1 0 0 0

Penalizações

Artigo 1.1 Contato fazendo adversário rodar: acréscimo de 25 segundos no tempo final de prova e perda de 1 a 5 posições no grid de largada da próxima etapa ;

Marcos Riffel volta 28 (Perda de 1 posição do grid de largada da próxima etapa)

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: